Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ucrânia acusa Rússia de executar prisioneiros feridos em Avdiivka

    Os procuradores referiram-se a informações sobre “a execução de seis prisioneiros”; região foi tomada pelo exército russo neste sábado (17)

    Ucrânia acusa Rússia de executar prisioneiros feridos em regiões dominadas
    Ucrânia acusa Rússia de executar prisioneiros feridos em regiões dominadas Divulgação

    Reuters

    As autoridades ucranianas afirmaram neste domingo que abriram uma investigação sobre tiros dados pelas forças russas contra seis soldados da Ucrânia desarmados, na cidade de Avdiivka, e dois numa aldeia da mesma região, após a Rússia ter reivindicado o controle total da cidade.

    “Foi lançada uma investigação sobre os tiros em prisioneiros de guerra ucranianos desarmados em Avdiivka e Vesele”, disse o gabinete do procurador na região de Donetsk em seu canal no Telegram.

    Os procuradores referiram-se a informações sobre “a execução de seis prisioneiros” numa posição em Avdiivka, acrescentando que estavam “gravemente feridos e aguardando evacuação”. Ele afirmou que a informação foi compartilhada no Telegram, mas não revelou a fonte.

    A emissora pública ucraniana Suspilne citou o porta-voz militar ucraniano Dmytro Lykhoviy, dizendo que “ainda não há possibilidade de confirmar ou refutar” os assassinatos em Avdiivka, pois uma investigação estava em andamento. No entanto, acrescentou que não seria a primeira vez que a Rússia cometeria crimes de guerra.

    A promotoria de Donetsk disse que um fragmento de vídeo feito por um drone mostrou um soldado russo atirando de perto em dois soldados ucranianos capturados na vila de Vesele.

    “Não querendo deixar os prisioneiros vivos, o ocupante os mata com armas automáticas”, acrescentou o escritório, sem informar quando ocorreu o incidente.]

    (Reportagem de Oleksandr Kozhukhar em Kiev e Elaine Monaghan em Washington; Texto de Elaine Monaghan)