Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ucrânia tenta abrir novos corredores humanitários nesta sexta-feira, dizem autoridades

    Cerca de 100.000 pessoas foram retiradas em várias partes do país nos últimos dois dias

    Pessoas esperam na estação ferroviária da cidade ucraniana ocidental de Lviv
    Pessoas esperam na estação ferroviária da cidade ucraniana ocidental de Lviv Anadolu Agency via Getty Images

    Tim Listerda CNN

    Kiev

    Ouvir notícia

    A Ucrânia tentará abrir corredores humanitários em várias regiões nesta sexta-feira (11), de acordo com a ministra da Reintegração do país, Iryna Vereshchuk.
    As rotas planejadas incluem:

    • Mariupol – Zaporizhzhia
    • Volnovakha – Pokrovsk
    • Polohy – Zaporizhzhia
    • Enerhodar – Zaporizhzhia
    • Izium – Lozova

    As rotas de Mariupol e Volnovakha foram repetidamente bloqueadas ou ficaram inacessíveis na semana passada em meio a intensos combates e bombardeios das forças russas. Houve mais sucesso na retirada de pessoas de Izium, que viu uma destruição generalizada.

    Essas rotas não foram acordadas com Moscou, que anunciou diferentes rotas para a Rússia.

    Vereshchuk disse que outras tentativas serão feitas para permitir que as pessoas escapem dos combates em Kiev, com rotas da capital para destinos como Bucha, Hostomel, Kozarovychi e Mykulychi.

    Rotas também foram anunciadas perto de Zhytomyr, a oeste de Kiev, abrindo corredores para Andriyivka, Makariv e Borodianka.

    Fotos – Imagens de satélite revelam destruição no subúrbio de Kiev, na Ucrânia

    Cerca de 100.000 pessoas foram retiradas por corredores humanitários em várias partes da Ucrânia nos últimos dois dias, disse o presidente Volodymyr Zelensky na quinta-feira.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN