Vaticano: Papa Francisco soube “com pesar” sobre abusos do clero francês

Relatório estimou que 200 mil crianças e adolescentes foram abusados por membros da igreja da França em 70 anos

Papa Francisco celebra missa no Vaticano
Papa Francisco celebra missa no Vaticano Foto: Remo Casilli - 31.mai.2020 / AP

Giulia Segretida Reuters

no Vaticano

Ouvir notícia

O Papa Francisco “soube com pesar” sobre o conteúdo de uma investigação sobre abuso sexual na Igreja Católica francesa, segundo um comunicado do Vaticano nesta terça-feira (05).

“Em primeiro lugar, seus pensamentos vão para as vítimas, com grande tristeza, por suas feridas”, diz a nota, acrescentando que o Papa também sentiu gratidão pela coragem que demonstraram ao denunciar o que haviam passado.

“Seus pensamentos estão com a igreja da França, para que, consciente desta terrível realidade, ela possa embarcar no caminho da redenção”, acrescenta o comunicado.

Escândalo

O clero francês abusou sexualmente de mais de 200 mil crianças nos últimos 70 anos, revelou uma grande investigação divulgada nesta terça-feira.

Os denunciantes acusaram a Igreja Católica de fechar os olhos por muito tempo para a situação.

O relatório histórico sugere que cerca de 216 mil menores foram abusados ​​entre 1950 e 2020.

Este número sobe para cerca de 330 mil quando inclui vítimas de abusadores que não eram clérigos, mas tinham outros vínculos com a Igreja, como escolas católicas e programas para jovens, de acordo com Jean-Marc Sauvé, presidente da Comissão Independente sobre Abuso Sexual na Igreja (CIASE), que é a autora do relatório.

Estima-se que entre 2.900 e 3.200 clérigos pedófilos tenham trabalhado na Igreja Católica francesa desde os anos 1950, disse Sauvé antes da divulgação do relatório.

Mais Recentes da CNN