Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Veja as cidades pelo mundo que cancelaram os eventos de Ano Novo devido à Covid-19

    Lista também apresenta os locais que as comemorações ainda podem acontecer

    Festa de Ano Novo no Rio de Janeiro, em 2017
    Festa de Ano Novo no Rio de Janeiro, em 2017 Alexandre Macieira/Riotur

    Forrest Brownda CNN

    Estados Unidos

    Ouvir notícia

    Por um tempo, parecia que as grandes celebrações de Ano Novo nas principais cidades do mundo  poderiam acontecer. Contudo, a Covid-19 e a rápida disseminação da nova variante Ômicron frustraram essas esperanças – pelo menos em alguma parte do mundo.

    Na cidade de Nova York, por exemplo, a celebração da véspera de Ano Novo na Times Square será “reduzida”, com menos pessoas e todos obrigados a usar uma máscara, disse o gabinete do prefeito Bill de Blasio na última quinta-feira (23).

    Mas algumas grandes cidades da Europa, onde a disseminação da Ômicron tem sido forte, já anunciaram que estão cancelando os planos.

    Enquanto outras cidades ao redor do mundo com celebrações tradicionalmente icônicas ainda planejam sediar seus eventos, mas com medidas de segurança em vigor.

    Veja a lista das cidades (ou nações) que já anunciaram que estão cancelando suas grandes festas:

    Atenas

    Não haverá fogos de artifício na Acrópole este ano. O ministro da Saúde, Thanos Plevris, disse durante uma coletiva de imprensa na quinta-feira que todas as celebrações públicas de Natal e Ano Novo planejadas pelos municípios foram canceladas.

    Todos os viajantes que chegarem à Grécia serão fortemente aconselhados a fazer os testes Covid-19 no segundo e quarto dias após a entrada no país, além da exigência de um resultado de teste negativo.

    Desde às 6h, horário local, de 24 de dezembro, as máscaras se tornaram obrigatórias novamente nos espaços internos e externos. Para supermercados e transporte público, uma máscara dupla ou uma máscara de alta proteção é necessária.

    As medidas vão até o dia 3 de janeiro, quando, segundo Plevris, mais restrições poderão ser feitas em relação às instalações de esporte e entretenimento.

    Berlim

    A Alemanha vai impor medidas restritivas para conter a disseminação da Covid-19 a partir de 28 de dezembro e irá proibir os encontros noo Réveillon, anunciou o chanceler alemão Olaf Scholz na terça-feira (21).

    Isso significa que não haverá grandes fogos de artifício na capital Berlim, nem em outros grandes pontos de encontro, como Munique e Frankfurt.

    A partir de 28 de dezembro, no máximo 10 pessoas poderão se reunir em grupos, independentemente de terem sido vacinadas ou recuperadas do coronavírus, disse Scholz.

    Edimburgo

    As celebrações públicas da véspera de Ano Novo na Escócia serão canceladas, disse o primeiro-ministro escocês Nicola Sturgeon também em 21 de dezembro.

    Sturgeon disse que a mudança “também significará, infelizmente, que as celebrações em grande escala do Hogmanay (festa escocesa) não acontecerão. Eu sei como isso será decepcionante para aqueles que estão ansiosos por esses eventos.”

    Londres

    Um evento planejado para a véspera de Ano Novo em Londres foi cancelado devido às preocupações da Covid-19, disse o prefeito de Londres, Sadiq Khan, no Twitter na segunda-feira (20).

    “Devido ao aumento de casos, tomamos a difícil decisão de cancelar nosso evento em Trafalgar Square”, declarou Khan. “A segurança de todos os londrinos deve estar em primeiro lugar.”

    Um comunicado anexado ao tweet disse que a comemoração deveria receber 6.500 pessoas.

    Em vez disso, um programa será transmitido à meia-noite no canal televisivo BBC One.

    Nova Delhi

    O governo de Delhi anunciou a proibição de todas as reuniões sociais, culturais, políticas e festivais até que seja divulgado um novo aviso por causa de um aumento nos casos de Covid-19, relata o Bureau de Nova Delhi

    O governo ordenou que todos os funcionários “devem garantir que nenhum evento, reunião ou comemoração cultural ocorra para celebrar o Natal ou Ano Novo” na região.

    Bares e restaurantes poderão operar com apenas 50% da capacidade.

    Paris

    Paris cancelou sua tradicional exibição de fogos de artifício na Avenida Champs-Elysées para dar as boas-vindas ao Ano Novo por causa do novo surto de coronavírus.

    “Os fogos de artifício não acontecerão”, disse o gabinete do prefeito à AFP.

    O primeiro-ministro francês, Jean Castex, disse em 17 de dezembro, que as grandes festas públicas e fogos de artifício serão proibidos na véspera de ano novo e recomendou que até mesmo as pessoas vacinadas fizessem um teste antes de se reunirem para as festas de fim de ano, de acordo com a Reuters.

    Roma

    Na Itália, Roma está entre várias cidades que decidiram cancelar as festividades por causa de preocupações por conta da Covid-19.

    A região da Campânia também proibiu festas e consumo de álcool em áreas públicas de 23 de dezembro a 1º de janeiro. Veneza também cancelou seus concertos ao ar livre e fogos de artifício na véspera de Ano Novo.

    Eventos ainda agendados

    Nem todas as cidades do mundo cancelaram suas comemorações. Aqui estão algumas das cidades tradicionalmente conhecidas por seus fogos de artifício excepcionais e grandes eventos de Réveillon que ainda estavam avançando com seus planos:

    Bangkok

    Capital da Tailândia realizará suas comemorações, mas com algumas ressalvas de segurança. De acordo com o Bangkok Post, apenas locais ao ar livre são permitidos. O público deve estar totalmente vacinados, testados em até 72 horas e registrados para participar.

    Cidade do Cabo

    A bela cidade litorânea da África do Sul ainda está permitindo eventos para seus residentes, de acordo com seu site de turismo, mas com muitas medidas de segurança no local. Isso inclui o fechamento antecipado  e toques de recolher.

    Dubai

    A pirotecnia no Burj Khalifa, o prédio mais alto do mundo, ainda está planejada, de acordo com VisitDubai.com. O emirado está exigindo que os visitantes que desejam estar na celebração se inscrevam no aplicativo U by Emaar para receber QR codes individuais que permitirão o acesso.

    Las Vegas

    A cidade conhecida pelos jogos ainda planeja lançar fogos de artifício do topo de oito hotéis-cassinos por oito minutos, de acordo com o Las Vegas Review Journal. Um show de fogos no centro de Las Vegas também será realizado.

    Rio de Janeiro

    Após cancelar as celebrações de Réveillon no início deste mês, o Rio de Janeiro mudou de ideia. “Queremos festejar o final de ano de forma tranquila, segura e organizada. Encontramo-nos com a comissão científica, que confirmou que seria seguro realizar as celebrações de Reveillon”, afirmou o prefeito Eduardo Paes.

    Os foliões são incentivados a ficar perto de suas casas para “evitar aglomerações desnecessárias”.

    Sidney

    A maior cidade da Austrália está fazendo planos, mas, o público precisará de ingressos para participar neste ano, de acordo com o site da cidade de Sydney. A vacinação completa não é exigida, mas é altamente encorajada.

    Taipei

    A maior cidade da ilha de Taiwan planeja realizar seu show anual de contagem regressiva e fogos de artifício no arranha-céu Taipei 101, de acordo com o Taipei Times e outras mídias locais.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN