Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Violência no Haiti: Mais de 16 mil pessoas deixaram a capital em uma semana

    País está mergulhado em caos com ataques de gangues

    Policiais do Haiti escoltam comboio com delegação queniana em Porto Príncipe
    Policiais do Haiti escoltam comboio com delegação queniana em Porto Príncipe 21/08/2023REUTERS/Ralph Tedy Erol

    Ivonne Valdésda CNN

    Enquanto os estrangeiros garantem sua saída do Haiti, os residentes realizam seu próprio êxodo interno e, em apenas sete dias, 16.947 pessoas deixaram a área metropolitana da capital, Porto Príncipe, para se refugiarem em outras províncias.

    Segundo dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM), esse fluxo aconteceu entre 8 e 14 de março.

    Os ataques e a insegurança generalizada fazem com que cada vez mais pessoas a abandonem a capital em busca de refúgio nas províncias, assumindo o risco de passar por rotas controladas por gangues”, detalhou o relatório publicado em 15 de março, que coletou dados nas rodoviárias mais utilizadas da cidade.

    Segundo o documento, a maior parte das pessoas deslocadas devido à escalada da violência foram transportadas para a área de Grand Sud, que inclui Grande’Anse, Sur, Nippes e Sudeste. Também destaca que esta região já abrigava mais de 116 mil pessoas que fugiram nos últimos meses.

    Ainda de acordo com a OIM, 83% dos quase 17 mil deslocados em uma semana foram evacuados devido à violência e insegurança em uma cidade controlada por gangues, que já cortaram o abastecimento de alimentos, combustível e água.

    Do total de pessoas que saíram de Porto Príncipe, 52% fizeram a viagem com familiares, sendo mais da metade desses familiares menores de idade; 86% deles são chefes de família e 76% não fogem pela primeira vez. Mais da metade não sabe quanto tempo ficará fora.

    *com informações de Heather Law, da CNN