Voo lotado de refugiados afegãos transportou mais de 800 pessoas, disse tripulação

Porão do cargueiro militar dos EUA decolou com 823 pessoas a bordo, não 640 como anunciado

Afeganistão: foto revela mais de 600 afegãos em avião militar de carga da Força Aérea dos Estados Unidos
Afeganistão: foto revela mais de 600 afegãos em avião militar de carga da Força Aérea dos Estados Unidos via REUTERS

Ellie Kaufmanda CNN

Ouvir notícia

O cargueiro militar dos Estados Unidos, cuja foto do porão repleto de afegãos fugindo seu país ficou famosa, tinha mais de 800 pessoas a bordo, muito mais do que originalmente confirmado pela Força Aérea dos Estados Unidos, de acordo com a tripulação da missão.

O avião de carga militar dos EUA C-17 levou 823 pessoas para fora de Cabul no voo de 15 de agosto, disse a tripulação em uma entrevista no “New Day” da CNN na sexta-feira (20). Anteriormente, acreditava-se que o avião havia transportado 640 pessoas.

A foto de afegãos sentados ombro a ombro, amontoados no depósito, se tornou viral depois de ser postada pelo Defense One, instantaneamente se tornando um símbolo da necessidade desesperada de impulsionar os esforços dos Estados Unidos.

O número é um recorde para o C-17 Globemaster III da Força Aérea, uma aeronave militar que pode ser usada para transportar cargas e passageiros quando necessário, disse a porta-voz da Força Aérea Hope Cronin. O C-17 está em operação há quase três décadas.

“Nosso número 640 era um pouco discreto, na verdade transportávamos 823”, disse o sargento técnico Justin Triola, um dos tripulantes do avião.

Uma transmissão de rádio da tripulação em comunicação com o controle de tráfego aéreo revelou a extraordinária quantidade de pessoas no voo. Quando o piloto informou quantas pessoas estavam a bordo, a resposta foi “meu Deus”.

Ao usar o C-17 para transportar passageiros, há várias configurações que a tripulação da aeronave pode usar para transportar diferentes números de pessoas, variando de 100 a 336 pessoas por vez.

É sempre dever do comandante da aeronave determinar o que eles podem carregar a qualquer momento, disse Cronin.

“Embora haja uma série de configurações padrão para cargas de passageiros C-17, esta era uma situação dinâmica que exigia uma solução dinâmica”, disse Cronin.

O recorde anterior de pessoas transportadas em um C-17 foi de 670 pessoas, transportadas pela Força Aérea dos Estados Unidos depois que o tufão Haiyan passou pelas Filipinas em 2013.

O tenente-coronel e o comandante da aeronave C-17, Eric Kut, que autorizou a missão de levar essas pessoas para um local seguro, disse que eles estão “treinados para lidar com isso, para fazer aquela aeronave funcionar ao máximo”.

Os membros da tripulação do C-17 que transportou as 823 pessoas para um local seguro são Kut, Triola, o aviador de primeira-classe Nicolas Baron, o capitão Cory Jackson, o primeiro-tenente Mark Lawson, o primeiro-sargento Derek Laurent e o aviador Richard Johnson.

“Temos mulheres, crianças e vidas de pessoas em jogo, não se trata de capacidade, ou das regras e regulamentos, é sobre o treinamento e as diretrizes que fomos capazes de administrar para garantir que pudéssemos sair com segurança e eficácia para tantas pessoas e tirar o máximo proveito desses esforços”, disse Kut.

Triola disse que as pessoas a bordo do avião estavam “definitivamente ansiosas para sair da área e ficamos muito felizes em acomodá-las”.

“Eles ficaram bastante empolgados quando decolamos”, acrescentou.

(Texto traduzido. Leia aqui o original em espanhol.)

Mais Recentes da CNN