Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Com passistas e samba, Mangueira encerra desfile da Chloé na Semana de Moda de Paris

    "De morro de Mangueira para o mundo", celebrou o grupo brasileiro que desembarcou na Semana de Moda de Paris

    Estação Primeira de Mangueira levou o samba e a cultura brasileira para Paris
    Estação Primeira de Mangueira levou o samba e a cultura brasileira para Paris Reprodução/Estação Primeira de Mangueira/Instagram

    Caroline Ferreiracolaboração para a CNN

    São Paulo

    Nesta quinta-feira (28), a escola de samba Estação Primeira de Mangueira marcou presença no encerramento do desfile da marca Chloé, durante a Semana de Moda de Paris que segue até o dia 3 de outubro.

    Além do ritmistas, passistas e um casal de mestre-sala e porta-bandeira levaram o samba brasileiro e a energia da folia carnavalesca para a passarela.

    No Instagram, o grupo compartilhou a alegria de embarcar com destino à Paris na última terça-feira (26). “Do morro de Mangueira para o mundo”.

    Deu samba

    A apresentação da coleção primavera-verão 2024 foi transmitida nas redes sociais da marca e, para a surpresa do público, foi encerrada de forma bem brasileira, comandada pela agremiação carioca, 20 vezes campeã do carnaval do Rio de Janeiro, que trouxe sambas clássicos como “Exaltação à Mangueira” e “País Tropical”.

    Gabriela Hearst, diretora criativa da marca francesa, caiu no samba, assim como a tenista Venus Williams, a atriz America Ferreira, de “Barbie”, e Hayley Atwell, que estavam na fila A.

    Histórico da marca francesa

    A história da Chloé, uma das primeiras casas de “prêt-à-porter” de luxo, teve início em 1952, quando a parisiense Gaby Aghion desenhou a sua primeira coleção baseada na elegância, modernidade, silhuetas descontraídas em tecido de alta qualidade e detalhes refinados.

    Com os anos, estilistas como Karl Lagerfeld, Stella McCartney, Phoebe Philo, Clare Waight Keller e Natacha Ramsay-Levi deixaram resquícios de suas personalidades na grife.

    Há três anos, Gabriela Hearst assumiu a etiqueta francesa e, em 2023, se despede do cargo, fechando o capítulo com chave de ouro.

    A uruguaiana, radicada em Nova York, considerada um dos nomes mais importantes do chamado “eco-luxo”, apresentou uma coleção com looks bem monocromáticos, com tons em branco e preto.