Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Estrelinha colorida, cintura baixa e cropped: relembre as tendências do “RBD”

    Após 15 anos, o grupo anunciou o retorno aos palcos com a turnê "Soy Rebelde"

    Primeiro show da turnê "Soy Rebelde" no Brasil acontece em novembro
    Primeiro show da turnê "Soy Rebelde" no Brasil acontece em novembro Reprodução/Equipe RBD/Instagram

    Caroline Ferreiracolaboração para a CNN

    São Paulo

    O mês de outubro vai chegando ao fim e os fãs brasileiros do “RBD” só pensam no desembarque da turnê “Soy Rebelde” no país. Depois de 15 anos, o grupo mexicano confirmou o retorno aos palcos levando o público de longa data à loucura.

    No Brasil, a banda, que nesta atual formação conta como Anahí, Christian Chávez, Christopher von Uckermann, Dulce María e Maite Perroni, faz sua primeira apresentação no dia 9 de novembro, diretamente do estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

    Muito além de saber a discografia completa que marcou a geração dos anos 2000, se intitular um “RBD” é ter a certeza de que os personagens da novela e os integrantes do grupo também fizeram história com diferentes tendências.

    Croppeds, cabelos coloridos, uso de gravatas, muito brilho e cintura baixa, por exemplo, são alguns dos itens de dominavam a estética visual dos artistas que, neste retorno, seguem levando suas inspirações para os palcos.

    Para entrar no clima de contagem regressiva, a CNN separou as principais tendências do grupo e que, muito provavelmente, tomarão conta dos shows em solo brasileiro. Confira abaixo:

    Minissaia

    É praticamente impossível pensar em “RBD” e não ter a mente tomada pelas minissaias.

    No palco, o trio feminino sempre fez questão de apostar na peça, fosse de tule, jeans, estampa xadrez ou com plumas. A regra, no entanto, era apenas uma: manter o comprimento bem curto.

    Integrantes do “RBD” usando minissaias durante as apresentações do grupo/ Reprodução/Equipe RBD/Instagram

    Gravatas

    Na sequência de itens indispensáveis, está a gravata, utilizada tanto pelo elenco feminino da produção quanto pelo masculino da novela.

    A graça ficava justamente quando cada um escolhia a melhor forma de deixá-la mais descolada, com toque de personalidade própria.

    Grupo mexicano “RBD”/ Reprodução/Equipe RBD/Instagram

    Botas de cano alto

    As queridinhas botas de cano alto também fizeram história. Se para completar o uniforme feminino do “Elite Way School”, colégio onde a trama era ambientada, as adolescentes usavam o calçado em sua cor preta, o grupo musical, nos palcos, abusava do item com muitas tonalidades, brilhos e texturas diferentes.

    Botas de cano alto também eram usadas pelo “RBD”/ Reprodução/Equipe RBD/Instagram

    Mix de pulseiras

    Como esquecer das fitinhas coloridas, braceletes, pulseiras de miçangas cheias de pingentes bem emboladas, misturadas todas em um pulso só?

    A tendência que combinava vários acessórios de uma só vez foi um hit, principalmente por permitir que os fãs usassem a criatividade na hora de aderir ao estilo.

    Mix de pulseiras coloridas no pulso/ Reprodução/Equipe RBD/Instagram

    Adesivo de estrelinha

    O adesivo icônico, em formato de estrela, fez a cabeça de uma geração de adolescentes que acompanhavam o grupo. O acessório viralizou ao ser usado em cena por Mia Colucci, personagem de Anahí.

    Adesivo de estrelinha na testa era marca registrada de Anahí e Mia, sua personagem/ Reprodução/Equipe RBD/Instagram

    Fios coloridos de Roberta Pardo

    Enquanto a trama era exibida nas telinhas, as fãs de Roberta Pardo, interpretada por Dulce María, não abriam mão aderir o visual que, em parte da história, trazia mechas coloridas em tons de vermelho, amarelo, preto e laranja.

    O visual colorido de Roberta Pardo/ Reprodução/Equipe RBD/Instagram

    Cintura baixa? Temos!

    Vilã ou não, a cintura baixa, peça-chave da moda dos anos 2000, também aparecia entre as artistas. Além das saias, elas apostavam nas calças com o uso de cintos clássicos ou cravejados de pedrarias para completar o look.

    Cintura baixa entre as tendências dos anos 2000/ Reprodução/Equipe RBD/Instagram

    Cropped

    Provando mais uma vez o quanto a moda é cíclica, o cropped era uma peça essencial no estilo da banda mexicana.

    Inclusive, entre as mais diversas variações possíveis, o destaque ficava por conta da camisa “social” com um nó na parte da frente. A customização também fazia parte dos uniformes da instituição onde o alunos estudavam.

    Cropped / Reprodução/Equipe RBD/Instagram