Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Leilão beneficente do Cidades Invisíveis reúne famosos em São Paulo

    Thaila Ayala, Flávia Alessandra, Jordanna Maia e Maria Braz foram algumas das presenças ilustres; à CNN, elas comentaram sobre o evento que angariará fundos para projetos no Rio Grande do Sul e outros

    Nicoly Bastosda CNN

    O Leilão Beneficente Cidades Invisíveis, jantar que reúne famosos, empresários e entusiastas de arte ocorreu no Hotel Rosewood, em São Paulo, na noite da quinta-feira (13), com o objetivo de angariar fundos em prol do Instituto Cidades Invisíveis (CI), que atua em projetos sociais no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo.

    Este é o sexto leilão beneficente destinado ao CI. Nomes como Thaila Ayala, madrinha do evento, Flávia Alessandra, embaixadora, e os convidados Malvino Salvador, Maya Massafera, Vitória Strada, Mari Goldfarb, Julia Faria, Tierry, Jordanna Maia e Maria Braz marcaram presença no evento (veja na galeria acima).

    O Leilão Beneficente Cidades Invisíveis apresenta 15 obras exclusivas disponíveis para lances e, segundo informado durante o evento, tem meta de arrecadar R$ 3 milhões. Durante o jantar foram realizados ainda shows de Toni Garrido, Avua e Ana Cañas.

    “Eu não estou nesse lugar da periferia, mas eu olho e construo junto com eles. A intenção de hoje é a gente conseguir multiplicar essas doações, esse evento é o principal evento do Cidades Invisíveis”, disse Samuel dos Santos, fundador do projeto, durante a cerimônia.

    À CNN, Thaila Ayala e Flávia Alessandra falaram sobre expectativas e a participação desde o início na organização do leilão, que existe desde 2012.

    “Essa parceria começou há 12 anos. Desde então, muita coisa foi conquistada, construída, tantos projetos feitos”, comentou Thaila.

    “É o sexto ano de leilão, mas eu fico muito nervosa ainda. A gente começou pequenininho, em São Paulo, aí, fomos crescendo e indo para outros lugares, como o Rio. Dá um frio na barriga danado, mas ter o privilégio de assistir de perto o que um leilão como esse transforma em milhares de vidas, profissionalizando e capacitando a todos, é lindo de ver”, complementa.

    A atriz ainda ressaltou a importância do jantar acontecer na cidade de São Paulo. “Se a gente for falar de arte e cultura, São Paulo é a capital do Brasil nesse sentido. Aqui, transpira arte. Ter um leilão aqui tem tudo a ver, não tem lugar melhor.”

    Segundo as artistas, o evento é maior neste ano do que nos anteriores.

    “A expectativa de arrecadação, este ano, cresceu muito”, apontou Thaila. “É um outro patamar de evento, com uma preocupação de como impactar o maior número de pessoas, porque muita gente ainda nem conhece o projeto. A gente quer trazer a periferia, a favela, para o palco, para o centro de tudo”.

    “Do último leilão para cá, eu consigo ver de forma clara que tivemos um amadurecimento, foram mais parceiros chegando, acreditando, e o projeto foi ficando com cada vez mais credibilidade”, disse Flávia.

    “Eventos assim, que tem como base projetos sociais, são fundamentais para a nossa sociedade. Eu acredito muito nessa iniciativa privada para que a gente possa ver mudanças na nossa sociedade e no nosso futuro”, comentou ainda Flávia Alessandra.

    As atrizes também ressaltam que uma parte da quantia arrecadada no leilão será destinada exclusivamente ao Rio Grande do Sul. O estado foi atingido recentemente por enchentes, e milhares de pessoas ficaram desabrigadas.

    As influenciadoras digitais Jordanna Maia e Maria Braz compareceram ao leilão pela primeira vez e também comentaram sobre a importância do evento.

    “Fui convidada para acompanhar mais de perto um projeto que eu já conhecia, mas ainda não tinha visto de perto. Foi muito bom ver que é tudo tão bonito e importante para a sociedade”, ressaltou a filha de Sílvia Braz.

    A influenciadora ainda afirmou que ela e a família estão sempre envolvidas em causas beneficentes e que promove atualmente um projeto social que leva seu próprio nome. “A gente já fez algumas ações. Eu tenho uma creche no interior de Minas Gerais que abriga cem crianças diariamente. É um dos meus orgulhos.”

    “Quanto mais a gente puder trazer mais visibilidade, ainda mais para o meu púbico, que é mais jovem, [mais] a gente consegue trazer propósito”, concluiu Jordanna Maia.