Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Por que Corpus Christi é celebrado na quinta-feira? Entenda significado da data

    Data é celebrada anualmente 60 dias após a Páscoa e faz referência a um milagre que ocorreu em 1264

    Corpus Christi será celebrado nesta quinta-feira (30)
    Corpus Christi será celebrado nesta quinta-feira (30) Cesar Monteiro/Getty Images

    Flávio Ismerimda CNN

    São Paulo

    Os católicos comemoram nesta quinta-feira (30) o dia de Corpus Christi, data celebrada anualmente 60 dias após a Páscoa que faz referência a um milagre ocorrido em 1264 na Itália.

    No Brasil, Corpus Christi é tratado como ponto facultativo nacional, mas, em algumas cidades, como São Paulo e Belo Horizonte, a data é feriado. Confira a lista completa de capitais que decreta ou não feriado no dia.

    Uma das datas cristãs do calendário nacional, o dia é marcado por procissões realizadas em ruas enfeitadas em todo o mundo católico. De acordo com o padre Alex Nogueira, mestre em direito canônico e professor acadêmico, a tradição da data remonta à cidade italiana de Bolsena, localizada na região do Lácio.

    Conforme o sacerdote contou à CNN, a Igreja Católica acredita que, em 1264, as relíquias da Santíssima Eucaristia se transformaram em carne ensanguentada e foram levadas em procissão até a cidade de Orvieto, na região da Úmbria. Fazem parte do ritual da eucaristia símbolos que remetem ao corpo e ao sangue de Jesus Cristo, como a hóstia e o vinho, e os aparatos usados neste ritual.

    “Já havia no mundo católico um movimento para o reconhecimento de uma festa da Eucaristia. O acontecimento milagroso levou o Papa Urbano 4º a decretar a vivência litúrgica da solenidade para toda a Igreja Católica”, relatou o padre Alex Nogueira.

    Para celebrar o milagre, a procissão anual foi marcada para 60 dias após a Páscoa, já que, na quinta-feira que antecede a data, Jesus Cristo teria instituído a Santíssima Eucaristia durante a última ceia. Desde então, católicos de todo o mundo enfeitam as ruas e levam a Eucaristia em procissão para reverência e culto público, contou o padre.

    Papa Francisco: Igreja está aberta à população LGBTQIA+, mas há regras