Apenas 47% estão cumprindo isolamento social no estado de SP; ideal é 70%

Os dados são do Sistema de Monitoramento Inteligente, obtidos por dados de localização de celulares em todo o estado

Da CNN, em São Paulo
10 de abril de 2020 às 18:07 | Atualizado 10 de abril de 2020 às 20:18
Transeunte usa máscara protetora em terminal de ônibus em São Paulo
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O índice de isolamento social no estado de São Paulo foi de apenas 47% nesta quinta-feira (9), de acordo com o Simi-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente) do governo estadual. A taxa é menor que a registrada no dia anterior, de 50%.

De acordo com o coordenador do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo, o médico infectologista David Uip, a adesão ideal para controlar a disseminação da COVID-19 seria de 70%.

Segundo o governo do estado, se a taxa continuar baixa, o número de leitos disponíveis no sistema de saúde não será suficiente para atender a população.

Leia também:

São Paulo faz parceria com operadoras de telefonia para monitorar quarentena

Governo pode monitorar celulares sem avisar usuários, diz advogado

Para compilar os dados, foram analisadas informações de deslocamento de celulares nos municípios paulistas. O sistema é alimentado pelas operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM. 

De acordo com o governo estadual, os números são analisados de forma conjunta, sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. 

Na quinta-feira, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que se o índice de isolamento não subir para um porcentual entre 60% e 70% neste final de semana, o estado adotaria medidas mais rígidas a partir de segunda-feira (13/03) para que as pessoas fiquem em casa, como multas e prisão.

De acordo com dados desta sexta (10) do Ministério da Saúde, São Paulo lidera o ranking de casos de COVID-19 no Brasil, com 8.216 mil ocorrências e 540 mortes.

Com informações da Agência Brasil e Estadão Conteúdo