Ocupação de leitos de UTI na rede privada de São Paulo está acima de 80%

Levantamento da Associação Nacional dos Hospitais Privados (Anahp) mostrou que o índice de ocupação da rede privada da capital é de 84%

Da CNN, em São Paulo
30 de novembro de 2020 às 19:02

A reclassificação de todo o estado de São Paulo para a fase amarela do plano de contenção da Covid-19 na região se deu em função do aumento de casos da doença na região. 

A alta já afeta a disponibilidade de leitos de UTI, especialmente na rede privada da capital paulista, onde a taxa de ocupação das unidades de tratamento intensivo dedicadas ao novo coronavírus está acima dos 80%.

Leia também

Secretário de Saúde de São Paulo explica aumento de restrições contra Covid-19

Plano de Imunização só será entregue com vacina registrada na Anvisa, diz Saúde

Aumento de 7% das internações motivou restrições em SP, diz secretária

Um levantamento da Associação Nacional dos Hospitais Privados (Anahp) feito entre 14 e 15 de novembro mostrou que ocupação de leitos da rede privada da capital estava em 84% no período. 

A Anahp alerta que o aumento de casos tornou difícil a situação para quem vai tentar tratar outras doenças, fazer exames e cirurgias não emergenciais.

No estado de São Paulo, a ocupação de leitos de UTI das redes pública e privada está em 52%. Na grande São Paulo, o índice chega a 59% de ocupação.

(Publicado por Sinara Peixoto)