Amazonas pode ficar sem estoque de oxigênio ainda nesta sexta-feira

O governador Wilson Lima (PSC) disse que não só a capital mas os municípios do interior poderão ficar desabastecidos de oxigênio

Da CNN, em São Paulo
15 de janeiro de 2021 às 16:57


 

O sistema de saúde de Manaus entrou em colapso nesta semana, e o próximo passo da crise sanitária no Amazonas é a possibilidade de as cidades do interior do estado ficarem sem disponibilidade de oxigênio, disseram diversas autoridades à âncora da CNN Daniela Lima. 

Deputados federais e senadores do estado afirmaram que entraram em contato com o governador Wilson Lima (PSC) para ter uma expectativa e um balanço da situação no Amazonas, após a chegada de cilindros via aviões da Força Aérea Brasileira (FAB).

A expectativa era de que as entregas aliviassem o sistema, mas a resposta recebida foi decepcionante. Lima disse que não só a capital, mas os municípios do interior ficarão desabastecidos de oxigênio até o final desta sexta-feira (15), alastrando a crise por todo o estado.

Nesta quinta-feira (14), a demanda por oxigênio no estado foi de 76.500 m³/dia, enquanto a produção local do produto é de 28.200 m³/dia, gerando deficit de 48.300 m³/dia. 

As aeronaves da FAB transportam até 5.000 m³ de oxigênio por voo, então, mesmo com a ajuda das Forças Armadas, isso não será suficiente para suprir a demanda do estado, que cresce a cada dia.

Trabalhadores chegam a hospital em Manaus, no Amazonas, com cilindro de oxigênio
Trabalhadores chegam a hospital em Manaus, no Amazonas, com cilindro de oxigênio em meio a colapso do sistema de saúde causado pela pandemia da Covid-19
Foto: Bruno Kelly/Reuters (14.jan.2021)

(Publicado por Daniel Fernandes)