'Intervenção por um governo que minimiza a doença?', questiona deputado do AM

Marcelo Ramos, deputado federal (PL-AM) não aprova a proposta de realizar intervenção federal no estado do Amazonas

Da CNN, em São Paulo
15 de janeiro de 2021 às 20:49 | Atualizado 15 de janeiro de 2021 às 20:49


Se alguns deputados federais do Amazonas entraram com pedido de intervenção federal no estado por conta do colapso do sistema de saúde local, Marcelo Ramos, deputado federal (PL-AM) não vê com bons olhos a medida, colocando em cheque o empenho do governo federal no enfrentamento da pandemia.

“Um governo que propõe tratamento com cloroquina, que minimiza os efeitos da doença, nega os efeitos da Covid-19 e que é contra o isolamento tem condições de assumir a saúde do Amazonas? Não parece o melhor caminho,” disse Ramos.

Ramos também falou sobre a composição do sistema de saúde do estado do Amazonas, que, segundo ele, trabalhava com alta ocupação mesmo antes da pandemia, situação que apenas se agravou depois da flexibilização das medidas de distanciamento social em Manaus.

“O sistema de saúde do Amazonas já é estressado, trabalhava com ocupação de 70% normalmente. O interior do estado não tem leitos de alta ou média complexidade, tudo vai para Manaus. A ausência de atenção básica fora da capital faz com que muitos doentes crônicos ocupem leitos de alta complexidade, então tínhamos um sistema no limite e a pandemia agravou isso.”

Transferência de paciente entubado em hospital de Manaus
Transferência de paciente entubado em hospital de Manaus
Foto: Edmar Barros/Futura Press/Estadão Conteúdo


 (Publicado por Sinara Peixoto)