Rezende: Não podemos agravar a situação do Amazonas com prova do Enem

No quadro Liberdade de Opinião, Sidney Rezende repercutiu o recurso apresentado pela União sobre a suspensão do Enem no Amazonas

Da CNN, em São Paulo
15 de janeiro de 2021 às 11:49


No quadro Liberdade de Opinião desta sexta-feira (15), Sidney Rezende comentou o recurso apresentado pela União recorrendo da decisão da Justiça Federal do Amazonas, que suspendeu as provas do Enem no estado por causa da agravamento da pandemia.

Na ação, a Advocacia-Geral da União (AGU) argumenta que foram tomadas todas as medidas para garantir a segurança das candidatos e profissionais que aplicarão a prova, além de defender que que adiar o exame prejudicará os estudantes no cronograma de outras provas e programas, como o Sisu.

"No caso específico do Amazonas e de Manaus, não há condições de se ter o Enem, não é possível. Nesse momento, se vive um colapso da rede hospitalar de 100%, ao ponto de não se ter oxigênio disponível para salvar vidas", disse Rezende. "Não vamos agravar isso daqui 15 dias por conta de uma aglomeração obrigatória", completou o jornalista.

 

 

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil (15.jan.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

(Publicado por Leonardo Lellis)