Paranapanema alerta governo de SP para risco de falta de oxigênio

Secretário de saúde do município diz à CNN que hospital local usa um cilindro a cada 40 minutos – e estoque é de apenas 18 unidades

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo
01 de março de 2021 às 00:44 | Atualizado 01 de março de 2021 às 07:22

A cidade de Paranapanema, no interior de São Paulo, alertou o governo do estado na noite de sábado (27) para o risco de falta de oxigênio em razão do aumento da demanda do insumo.

A informação foi confirmada pelo secretário de Saúde do município, Jerônimo Fernando Dias Simão, em entrevista à CNN na tarde de domingo (28).

“Houve um aumento grande na demanda e, de imediato, informamos a Central de Regulação de Urgências do estado de São Paulo para estar em alerta com os pedidos de vagas dos pacientes de Paranapanema para que fosse atendido com brevidade, com a possível falta de oxigênio devido ao aumento da demanda muito grande”, disse Simão.

O secretário afirmou, porém, que não houve falta do insumo médico na cidade – apesar de ter estoque para abastecer o hospital local por apenas 12 horas. 

Faltam cilindros de oxigênio no sistema de saúde do Amazonas (15.jan.2021)
Paranapanema, no interior de SP, alertou governo para risco de falta de oxigênio
Foto: Reprodução/CNN

“Ontem [sábado] recebemos estoque de oxigênio, somos um hospital de pequeno porte. Estávamos gastando um cilindro de oxigênio a cada 40 minutos e tínhamos um total de 18 cilindros (...) entramos em alerta e comunicamos a Central de Regulação de Urgências.”