São Paulo antecipa a vacinação de idosos de 69 a 71 anos para sexta-feira (26)

Campanha de vacinação deste grupo estava prevista inicialmente para ocorrer no dia 27 de março

Weslley Galzo, da CNN, em São Paulo
24 de março de 2021 às 12:57 | Atualizado 24 de março de 2021 às 14:18
Idoso recebe vacina contra Covid-19 em Nova Granada (SP), em 2 de março
Idoso é vacinado contra Covid-19 em Nova Granada (SP), em 2 de março
Foto: Prefeitura de Nova Granada (SP)/Divulgação

 O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (24) a antecipação em um dia da campanha de vacinação dos idosos de 69 a 71 anos para a sexta-feira (26). A data prevista inicialmente para a imunização deste grupo etário era sábado (27).

Cerca de 910 mil idosos deverão ser imunizados nesta nova etapa do Programa Estadual de Imunização (PEI).

A coordenadora de Controle de Doenças da Secretaria Estadual de Saúde, Regiane de Paula, reiterou a importância da vacina Cornavac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, no avanço da campanha de vacinação. Na manhã desta quarta-feira, o Butantan entregou 2,2 milhões de vacinas ao Ministério da Saúde.

"Hoje, a vacina do Butantan faz com que o Programa Nacional de Imunização (PNI) e o Programa Estadual de Imunização (PEI) estejam em pé", afirmou Regiane de Paula.

O governo do estado também anunciou o início da vacinação de agentes da ativa das forças de segurança pública a partir do dia 5 de abril, além disso, professores e funcionários de instituições de ensino do estado -- das creches às escolas de ensino médio -- começarão a ser vacinados a partir do dia 12 de abril. A vacinação se estende aos profissionais que atuam nas redes estadual, municipal e privada de São Paulo. 

Vacinas aplicadas

O estado de São Paulo atingiu nesta quarta-feira (26) a marca de mais de 5 milhões de doses de vacinas aplicadas. Ao todo 5.007.522 doses foram administradas nas pessoas que integram os grupos prioritários do Plano Estadual de Imunização, sendo 3.728.678 paulistas a terem recebido a primeira dose da vacina Coronavac e 1.278.717 completamente vacinados com as duas doses do imunizante.

“Com a ajuda do Butantan e de mais vacinas, o estado de São Paulo seguirá nesse ritmo vacinando a sua população para que a gente tenha dias melhores”, disse Regiane de Paula, coordenadora de Controle de Doenças da Secretaria do Estadual de Saúde. 

“É uma grande vitória. É uma luta diária. Novamente, a vacina do Butantan é a vacina que está nos braços dos paulistas e de todos os brasileiros”afirmou.