Prouni abre processo seletivo para bolsas remanescentes nesta segunda-feira (3)

Estudantes interessados em ingressar na universidade com o auxílio das bolsas de estudos do programa terão apenas um dia para fazer a inscrição

Weslley Galzo, da CNN, em São Paulo
03 de maio de 2021 às 13:20 | Atualizado 03 de maio de 2021 às 19:47
Inscrições para o Prouni estão abertas
Inscrições para o Prouni estão abertas
Foto: Aloisio Mauricio/FotoArena/Estadão Conteúdo

O Ministério da Educação (MEC) abriu nesta segunda-feira (3) o processo seletivo de alunos para as bolsas remanescentes em universidades particulares do Programa Universidade para Todos (Prouni), do primeiro semestre deste ano.

Os interessados em garantir bolsas parciais (50% de desconto) ou integrais (100% pago pelo governo federal) em instituições privadas terão somente até as 23h59 de amanhã (4) para realizar a inscrição, que dever ser feita exclusivamente pela página do Prouni.

O resultado será divulgado na sexta-feira (7). Os estudantes selecionados terão de 10 a 13 de maio para encaminhar à instituição de ensino escolhida os documentos que comprovem as informações apresentadas durante a inscrição no programa.

Diferente do Sistema de Seleção Unificado (Sisu), o Prouni exige que o candidato esteja enquadrado nos critérios de renda e formação em instituições públicas, ou privadas com bolsa integral, no ensino médio para ser beneficiado com a vaga em cursos de ensino superior. Professores da rede pública também têm direito de acessar o programa, independente da renda.

Para ter acesso à bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Para a bolsa parcial, a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa. 

Além disso, para concorrer a uma das vagas remanescentes o aluno deve ter obtido 450 pontos no conjunto de provas do Enem e não ter tirado zero na redação. Candidatos que prestaram outras edições do vestibular poderão usar a maior nota obtida nas provas anteriores para disputar o acesso às bolsas.

Mudanças no Prouni

No último dia 15, o MEC publicou a Portaria nº 212/2021, que altera os critérios que determinam a classificação do candidato no vestibular. A nova regra dá peso maior ao desempenho médio do estudante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para, assim, selecionar aqueles que devem ocupar bolsas remanescentes do Prouni.

Com a portaria, o Prouni elimina os pesos que as faculdades atribuem aos resultados obtidos nas diferentes provas do Enem a depender da carreira acadêmica que o aluno deseja cursar. Neste novo modelo, apenas a média aritmética das quatro provas (Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, e Matemática) e da redação serão considerados. 

A edição deste ano será a primeira a selecionar os alunos com base em seu desempenho geral no Enem. “Com isso, a classificação se dará segundo um critério meritocrático, e não mais por ordem do horário de conclusão da inscrição, como ocorria antes, quando o critério era, meramente, temporal e, portanto, passível de prejudicar os candidatos que tivessem alguma dificuldade de acesso à internet”, informou o MEC.

(Com informações da Agência Brasil)