'Ação exemplar', diz jornalista sobre tratativa do Carrefour em caso de racismo

Empresa caminha para assinatura de TAC envolvendo R$ 120 milhões relacionado à morte de João Alberto Silveira Freitas

Da CNN, em São Paulo
11 de junho de 2021 às 00:15

 

Em entrevista à CNN, o jornalista e CEO da Revista Raça, Maurício Pestana, caracterizou como "exemplar" as tratativas do Carrefour Brasil com autoridades e associações civis para a celebração de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) envolvendo R$ 120 milhões relacionado à morte de um cliente negro em uma loja da rede no Rio Grande do Sul, no ano passado.

"Esse caso vai entrar para a história, não só porque é o maior valor em caso de racismo existente no Brasil, mas pela forma que está sendo feito", afirmou Pestana. "Destaco três ações: a de vir a público e assumir a responsabilidade, o ressarcimento à família e a ida à sociedade civil e ajudar no letramento racial", diz.

João Alberto Silveira Freitas foi espancado até a morte em novembro por seguranças que atuavam em uma loja Carrefour localizada no bairro de Passo D’Areia, em Porto Alegre.

Cena de espancamento em unidade do Carrefour em Porto Alegre
Imagens mostram João Alberto Freitas sendo espancado por seguranças em supermercado Carrefour, em Porto Alegre
Foto: Reprodução / Redes sociais