Alerj aprova com ampla maioria a flexibilização do uso de máscara no Rio de Janeiro

Governador Cláudio Castro pode sancionar ou vetar o texto para que a medida comece a valer

População caminha no centro de Duque de Caxias, primeiro município do Rio de Janeiro a flexibilizar o uso de máscara
População caminha no centro de Duque de Caxias, primeiro município do Rio de Janeiro a flexibilizar o uso de máscara Tomaz Silva/Agência Brasil

Jaqueline Frizonda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Como era esperada, a aprovação do projeto de lei que flexibiliza o uso de máscara no estado veio com ampla maioria nesta terça-feira (26). Com a aprovação pela Alerj, o estado tem que definir os parâmetros e fica a critério dos 92 municípios aderir ou não. A proposta vai ser encaminhado ao governador Cláudio Castro, que tem um prazo de até 15 dias para sancionar ou vetar o texto.

O projeto do presidente da casa, André Ceciliano (PT), foi aprovado em votação simbólica e modifica a lei de junho do ano passado que tornou obrigatório o uso de máscara durante o período de pandemia da Covid-19, com multas no caso de descumprimento da regra.

Dez deputados estaduais foram contrários à proposta. Luiz Paulo (Cidadania), Flavio Serafini (PSOL), Rubens Bomtempo (PSB), Waldeck Carneiro (PT), Renata Souza (PSOL), Carlos Minc (PSB), Eliomar coelho (PSOL), enfermeira Rejane (PC do B), Dani Monteiro (PSOL) e Mônica Francisco (PSOL).

Durante a sessão um destaque foi votado para que a proposta pudesse valer apenas com cobertura vacinal a partir de 80%.
A tentativa foi rejeitada por 48 a 13.

Nesta quarta-feira (27), o município do Rio deverá publicar em diário oficial a flexibilização do uso de máscaras em locais abertos. Na segunda-feira (25), a capital atingiu 65 % dos cariocas completamente vacinados.

Mais Recentes da CNN