Alta no varejo, prisão de Ricardo Nunes e mais da tarde de 8 de julho

5 Fatos Tarde, apresentado por Luciana Barreto, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN

Ouvir notícia

O crescimento das vendas no varejo e a prisão do dono da Ricardo Eletro, Ricardo Nunes, estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta quarta-feira, 8 de julho de 2020.

Ricardo Eletro

Dono de uma das maiores redes de eletrodomésticos e eletroeletrônicos, Ricardo Nunes, da Ricardo Eletro, foi preso nesta quarta (8) em uma operação da Polícia Civil, do Ministério Público e da Receita de Minas Gerais. Eles investigam empresários do setor por sonegar mais de R$ 400 milhões em impostos. Ao todo, os agentes cumprem mandados de prisão e 14 de busca e apreensão em Minas Gerais e São Paulo. 

Covid-19 em áreas indígenas

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou, com vetos, a lei que trata sobre medidas de combate à Covid-19 nos territórios indígenas e que estipula ações de apoio a comunidades quilombolas. O plano prevê, por exemplo, que a União viabilize aos índigenas acesso a testes rápidos e RT-PCRs e também medicamentos.

Varejo

Após registrar queda por causa da pandemia da Covid-19, as vendas do comércio cresceram quase 14% em maio em comparação com abril, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A recuperação foi registrada em todas as atividades pesquisadas. A produção industrial também teve alta em maio: 7%.

Receitas sem prazo

O Congresso aprovou a medida que estende, por tempo indeterminado, a validade de receitas de medicamentos sujeitos à prescrição e de uso contínuo, enquanto durarem as medidas de isolamento e combate à pandemia. A regra vale para receitas médicas e odontológicas e depende apenas da sanção presidencial para entrar em vigor.  

Covid-19 nos EUA

Os Estados Unidos registram novo recorde de casos diários de Covid-19: mais de 60 mil. É o maior número de pessoas infectadas em um único dia, no país, desde o início da pandemia. Os EUA estão perto de atingir 3 milhões de infectados. Mais de 131 mil americanos já morreram pela doença. 

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN