Anúncio de compra de vacinas, restrições em São Paulo e mais de 3 de março

Veja as notícias mais importantes da noite desta quarta-feira, 3 de março de 2021

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A intenção do Ministério da Saúde de comprar “todas as vacinas disponíveis” contra a Covid-19 de dois laboratórios, a volta da fase mais restritiva no estado de São Paulo e o otimismo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mesmo com a queda do PIB são alguns dos destaques da noite desta quarta-feira, 3 de março de 2021.

Compra de vacinas

O Ministério da Saúde afirmou que decidiu comprar “todas as doses disponíveis” da Pfizer e da Johnson&Johnson. Segundo a assessoria da pasta, pela manhã, o ministro Eduardo Pazuello fez solicitação para dar prosseguimento ao processo de compra no ministério. O número de doses vai depender de quanto as farmacêuticas poderão disponibilizar.

Restrições

O estado de São Paulo adotou a fase mais rígida da quarentena, e serviços não essenciais fecham a partir deste sábado (6). O toque de restrição também foi ampliado e pessoas não podem circular nas ruas entre 20h e 5h. Igrejas e escolas continuarão abertas.

PIB em queda                       

Jair Bolsonaro (sem partido) falou sobre a queda de 4,1% do PIB do Brasil. Em conversa com a imprensa, o presidente afirmou que o resultado veio melhor do que o esperado – em parte – por causa do auxílio emergencial. Segundo ele, o benefício conseguiu movimentar a economia.

Em discussão

O Senado dos Estados Unidos começa a discutir o pacote de ajuda econômica de quase US$ 2 trilhões (aproximadamente R$ 11,2 trilhões). A expectativa é de que a votação aconteça nesta quinta-feira (4).

Falsificadas

Uma rede internacional que vendia vacinas falsas da Covid-19 foi desmantelada na África do Sul e na China. A Interpol afirma que centenas de imunizantes falsificados foram apreendidos e houve prisões nos dois países.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em https://newsletter.cnnbrasil.com.br 

 

(Publicado por Daniel Fernandes)

Mais Recentes da CNN