Testemunha diz a PF que viu raio cair no dia do apagão no Amapá

Polícia Federal diz que empresa operava com transformadores a menos

Renata Agostinida CNN

Ouvir notícia

 

Uma testemunha ouvida pela Polícia Federal na investigação sobre as causas do apagão no Amapá afirma ter visto um raio cair no dia que o blecaute aconteceu, segundo apurou a CNN.

Trata-se de um vigia da subestação controlada pela LMTE (Linhas de Macapá Transmissora de Energia). De acordo com o relato de investigadores, ele era o único presente no momento da pane.

A apuração sobre o que provocou o apagão avançou. Todos os funcionários da empresa que trabalhavam no dia da pane já foram ouvidos pelos investigadores.

 

Assista e leia também:

Governo aumenta IOF para cobrir isenção de conta de luz no Amapá

Governo autoriza antecipação de benefícios para moradores do Amapá

A PF também já confirmou que a subestação de energia estava funcionando somente com dois transformadores no início de novembro, quando o blecaute começou no Amapá.

A LMTE deveria garantir o funcionamento de ao menos três transformadores no local, mas um dos equipamentos estava com defeito desde dezembro de 2019. 

Ainda segundo o relato dos investigadores, a descrição sobre a ocorrência do raio não descarta outras frentes de apuração. A perícia é vista como fundamental para que o caso avance e para a elaboração do relatório final por parte da PF.

 

13 cidades do Amapá ficaram no apagão por 22 dias
13 cidades do Amapá ficaram no apagão por 22 dias
Foto: Mari Serrão

(Publicado por Sinara Peixoto)

Mais Recentes da CNN