Apenas 2% dos hospitais têm ocupação acima de 80% em SP

Número de internações no estado vem caindo há dez dias

Anne Barbosa

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Mais de 90% dos hospitais particulares de São Paulo não registraram aumento de internações por Covid-19 em um período de dez dias, aponta uma pesquisa do Sindicato dos Hospitais Privados (Sindhosp). 

Segundo o levantamento, nos hospitais particulares de São Paulo o número de unidades com a taxa de ocupação de leitos de UTI acima de 80% despencou, e passou de 88% no começo de maio para 2% no fim de julho. A maioria dos hospitais está com a ocupação entre 51% e 70%.

 

No pior momento da pandemia no estado, durante a segunda onda, a lotação dos leitos de UTI chegou a superar 92%. Agora, com mais de 10 mil pessoas internadas, esse número é de 49%, o menor desde o começo do ano. Segundo o governo estadual, a queda tem ligação direta com as estratégias de combate à pandemia, sobretudo por meio da vacinação. 

“Era a tempestade perfeita. Praticamente 60, 70 dias depois, nós estamos num quadro, eu diria pra você bem diferente, não completamente, porque a patologia está aí, estamos no meio de uma pandemia, temos que manter os mesmos cuidados, mas tem um aspecto que foi significativo, a vacinação”, avalia o médico e presidente do Sindhosp Francisco Balestrin em entrevista à CNN.

A tendência de alívio também aparece em outros estados. Com mais de um milhão de pessoas sendo vacinadas por dia no país e mais de 60% da população vacinável com pelo menos a primeira dose nesta terça-feira (3), apenas Goiás registrava ocupação de leitos acima de 80%.

Leitos de UTI para Covid-19 vagos em São Paulo (03.Ago.2021)
Leitos de UTI para Covid-19 vagos em São Paulo (03.Ago.2021)
Foto: Reprodução/CNN

 

Mais Recentes da CNN