Apenas 6% dos municípios estão vacinando pessoas com menos de 45 anos, diz CNM

Confederação Nacional dos Municípios detalha desigualdade de aplicações de doses pelo país

Produzido por Jorge Fernando Rodrigues

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A falta de coesão entre as políticas do Ministério da Saúde, de estados e dos municípios faz com que a vacinação contra a Covid-19 seja desigual pelo país. O diretor da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e prefeito de Santarém (PA), Nélio Aguiar (DEM), detalha esse cenário em números, em entrevista à CNN, neste domingo (20).

“Apenas 40% dos municípios iniciaram a vacinação entre 50 e 55 anos, e 6% estão vacinando a população abaixo de 45 anos. Começa a haver a desigualdade do acesso à vacina. Precisa haver uma coordenação, uma maior articulação entre o Ministério da Saúde, estados e municípios. Se tem município que não está conseguindo avançar na vacinação, é por falta de vacina”, afirma.

 

Ele conta como funciona o esquema atualmente. “São as secretarias estaduais que coordenam a distribuição. Quando vemos alguns municípios ficando para trás, é porque as capitais e cidades maiores estão recebendo mais doses. O ideal seria todos vacinando na mesma faixa etária. Falta uma integração, já que o SUS é tripartite”.

 

Nélio Aguiar, diretor da Confederação Nacional de Municipios (CMN) (20.Jun.2021)
Nélio Aguiar (DEM), prefeito de Santarém e diretor da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) (20.Jun.2021)
Foto: Reprodução/CNN

 

Em Santarém, estão sendo vacinados pessoas acima de 35 anos sem comorbidades e ações foram feitas para vacinar indígenas, comunidades ribeirinhas e quilombolas, diz Aguiar. “Lutamos muito para receber a vacina da Pfizer quando foi anunciado que seria só para as capitais. Fomos os primeiros da Amazônia a recebê-la”.

Notícias falsas também atrapalham nesse processo, segundo ele. “É muito difícil lidar com um inimigo invisível, perigoso, e não ter um país unido. O Brasil está enfrentando uma pandemia totalmente desunido: as lideranças divididas, a população também e o coronavírus cresce com toda essa divisão. Acabaram politizando muito a questão do vírus, como se tivesse um vírus da esquerda ou da direita. O vírus é um só e está matando. Precisamos estar unidos na vacinação”.

vacinação contra a Covid-19
Foto: Getty Images (Chalffy)

 

Mais Recentes da CNN