As múltiplas jornadas de mulheres na pandemia

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O recorte de gênero é mais um dos que precisam ser feitos quando se fala em grupos mais vulneráveis e afetados pela pandemia. E isso vale para todos os aspectos possíveis. Com as crianças fora das escolas, muitas mulheres entraram em um impasse ao terem que assumir ainda mais as tarefas do lar enquanto trabalham. Além disso, também fazem parte de grupos profissionais especialmente expostos à Covid-19, como trabalhadoras domésticas e enfermeiras. 

Como se não bastasse a sobrecarga física e mental, as mulheres também ficaram mais vulneráveis à violência doméstica durante esse período, com o número de denúncias e casos de feminicídio disparando nos meses de maior isolamento social.

Para discutir todo impacto da crise da Covid-19 sobre as mulheres, neste episódio do E Tem Mais Evandro Cini fala com Joanna Burigo, que é mestre em gênero, mídia e cultura pela London School of Economics e a psicóloga e sócia da consultoria Odgers Berndtson Brasil, Daniela Tessler.

Leia e assista também:

RJ: MP pede levantamento de sigilo do caso de juíza morta pelo ex-marido

Após assassinato de juíza no Rio de Janeiro, feminicídio vira pauta no STF

Mulher de 32 anos é morta pelo marido na frente das 4 filhas em MG

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

5 Fatos

Abertura de Mercado

Horário de Brasília

Na Palma da Mari

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

(Publicado por Amauri Arrais)

E Tem Mais
O podcast E Tem Mais, episódios de segunda a sexta
Foto: CNN Brasil

 

Mais Recentes da CNN