Ato na Cinelândia marca os 1.000 dias das mortes de Marielle e Anderson

550 relógios foram instalados e programados para disparar alarmes em frente à Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro

Paula Martini e Beatriz Puente, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

No dia em que os assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes completam 1.000 dias, a Anistia Internacional e o Instituto Marielle Franco realizam uma manifestação no Centro do Rio de Janeiro. O objetivo é cobrar respostas sobre o crime brutal, cometido no 14 de março de 2018, no Estácio, Região Central do Rio.

O ato começou às 5h da manhã desta terça-feira (8), com o “Amanhecer de Marielle”. Grupos percorrem a cidade para colar cartazes, pendurar faixas e homenagens à vereadora assassinada. Segundo o PSOL, são cerca de 500 pontos por todo o Rio. 550 relógios instalados na Cinelândia disparam alarmes às 8h da manhã, em frente à Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. Juntos, eles formam a frase “1000 dias sem respostas”.

Leia também:
1.000 dias da morte de Marielle Franco: o que se sabe até aqui
Júri para réus por morte de Marielle só deve ocorrer no fim de 2021

Também estão previstas várias ações pelas redes sociais, com lives, vídeos e um twittaço com a hashtag #1000DiasSemRespostas. Os parlamentares do PSOL do Rio também farão uma coletiva de imprensa virtual.

550 relógios instalados na Cinelândia formam a palavra '1000 dias sem respostas'
550 relógios instalados na Cinelândia formam a palavra ‘1000 dias sem respostas’
Foto: Paula Martini/CNN

Segundo apuração do Leandro Resende, os ex-policiais Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz, acusados pela morte de Marielle e Anderson, só devem ir a júri popular no final de 2021. Ronnie e Élcio foram presos um ano depois do crime, em março de 2019, mas as investigações em torno de um possível mandante e motivação do assassinato ainda não foram concluídas. Desde o dia do crime, 14 de março de 2018, o caso segue com a Polícia Civil e com o Ministério Público do Rio de Janeiro. A federalização foi negada pelo STJ em maio deste ano.

550 relógios instalados na Cinelândia formam a palavra '1000 dias sem respostas'
550 relógios instalados na Cinelândia formam a palavra ‘1000 dias sem respostas’ e foram programados para disparar alarmes em frente à Câmara dos Vereadores
Foto: Paula Martini/CNN

Mais Recentes da CNN