Auditores dizem que “sucateamento” da Receita “inviabiliza combate a fraudes”

Chefes das dez equipes regionais especializadas no combate a fraudes tributárias assinaram um manifesto criticando cortes orçamentários

Renata Agostini e Afonso Benitesda CNN

Ouvir notícia

Auditores fiscais se mobilizam para pressionar mais uma vez à cúpula do órgão a reforçar o orçamento da Receita Federal. Chefes das dez equipes regionais especializadas no combate a fraudes tributárias assinaram um manifesto denunciando o “sucateamento” da Receita. O documento, obtido pela CNN, diz que os cortes no orçamento do órgão, na prática, irão “inviabilizar o combate a fraudes”.

A ideia do grupo é se reunir com o chefe do órgão, o secretário especial Júlio Cesar Vieira Gomes, para entregar o documento e tentar mobilizar mais uma vez a equipe econômica a tentar recompor o orçamento da Receita.

Os auditores argumentam que o governo está estrangulando o combate à sonegação por organizações criminosas. “Alegações de falta de recursos não prosperam. O resultado do trabalho, que será inviabilizado se as demandas não forem atendidas, é muito superior aos valores necessários para recompor o orçamento”, diz trecho do documento.

Eles citam operações como a “Saldo Negativo”, “Expresso” e “Descarte”, deflagradas de 2019 para cá, e que miraram grandes sonegadores e esquemas complexos montados para evitar a atuação do fisco. De acordo com o manifesto, a atuação do grupo especializado de auditores somente nessas operações evitou prejuízo de mais de R$ 2 bilhões aos cofres públicos e ainda . O corte no orçamento da Receita foi de cerca de R$ 1,2 bilhão.

“Em outros casos, recebemos, com a devida autorização judicial, material de investigação que permitiu a identificação da sonegação oriunda desses crimes e autuação em valores que já se aproxima de R$ 30 bilhões de reais. São fiscalizações derivadas de operações como Acrônimo, Ararath, Fundos de Pensão, Lama Asfáltica, Lava Jato, Manus, Zelotes, entre outras”, diz o documento.

O manifesto é assinado por auditores fiscais das dez equipes regionais especializadas no combate a fraudes tributárias. Procurada, a Receita Federal afirmou que não irá se manifestar.

Mais Recentes da CNN