Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Avaliada em R$ 14 mi, carga de ouro ilegal é apreendida pela polícia em Manaus

    Segundo a Polícia Militar, dois homens foram presos durante a operação

    Barras de ouro foram apreendidas no Amazonas
    Barras de ouro foram apreendidas no Amazonas Divulgação/PM-AM

    Victor Aguiarda CNN São Paulo

    A Polícia Militar do Amazonas prendeu dois homens e apreendeu uma carga de 42 barras de ouro ilegal avaliada em mais de R$ 14 milhões.

    A ação, executada pelas Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), foi registrada na tarde deste sábado (9), na Avenida das Torres, em Manaus.

    Segundo a PM, a equipe da Rocam foi acionada após uma denúncia a respeito de um roubo em andamento em uma loja de variedades. De acordo com o relato apresentado à polícia, dois carros estavam envolvidos na ocorrência: um Gol branco, que estava transportando a carga de ouro, e um Fiat Doblò.

    “Os ocupantes do Doblò efetuaram um ataque para roubar as barras e dispararam contra os passageiros do outro veículo”, informou a PM, que também informou que os dois carros estavam parados na via.

    No local, os agentes foram informados por funcionários da loja que um dos envolvidos estava escondido dentro do estabelecimento. Outro homem teria fugido em direção a uma oficina, também na Avenida das Torres. Ambos foram presos.

    No Gol branco, a polícia encontrou duas malas com as barras de ouro, que totalizavam 47,2 kg. No Doblò, os PMs apreenderam uma arma de fogo. Também foram encontrados outros objetos nos dois veículos, como um carregador com munições, uma caixa de munição, um dispositivo para perfurar pneus, uma faca, dois celulares, um GPS e R$ 6.184 em espécie.

    Durante a ação, os dois suspeitos ficaram feridos após serem atingidos por disparos. Ainda segundo a PM, a dupla recebeu atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Emergência (Samu).

    “Um dos homens precisou ser internado para procedimento cirúrgico e o outro teve alta para receber os cuidados médicos”, informou a polícia em nota. O suspeito que teve alta foi encaminhado para a Polícia Federal.

    Tópicos

    Tópicos