Bienal do Livro terá mesas de debates transmitidas online pela primeira vez

Leitores de todo o mundo poderão assistir pela internet as discussões do evento carioca

Bienal do Livro do Rio de Janeiro tem início na sexta-feira (3)
Bienal do Livro do Rio de Janeiro tem início na sexta-feira (3) Rovena Rosa/Agência Brasil

Ana Lícia Soaresda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Na próxima sexta-feira (3), começa a XX Bienal do Livro, no Riocentro, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Pela primeira vez, o público de todo o mundo poderá acompanhar as tradicionais mesas e painéis de debates de forma online e gratuita. A transmissão será feita pelo site da Bienal.

Autores, artistas e formadores de opinião participam de encontros com o público para debater perspectivas sobre inclusão e diversidade. Os assuntos foram escolhidos pelo Coletivo Curador, uma iniciativa criada nesta edição do evento.

Os temais mais esperados são “As desigualdades e as elites no Brasil”, abordados pelos sociólogos Jessé Souza, autor de “A elite do atraso”, e Muniz Sodré, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL). A dupla de intelectuais vai discutir os caminhos de um Brasil pós-Covid, situado em um cenário de incertezas sanitárias, econômicas e políticas.

Outro debate aguardado é “Novos Rumos da Literatura LGBTQIAP+ Young Adult”, que vai discutir o papel da representatividade. Participam do encontro a escritora Clara Alves, autora do best-seller “Conectadas”; Elayne Baeta, com o recém lançado, “Oxe, Baby”; Juan Jullian, autor do romance “Querido ex”; o escritor Pedro Rhuas, autor do best-seller “Enquanto eu não te encontro”; e Deko Lipe, amante da literatura infantil, infanto-juvenil LGBTQ+, e idealizador do projeto literário Primeira Orelha.

Uma novidade nesta edição da Bienal do Livro é uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação, que vai permitir a gratuidade para 40,7 mil alunos da rede, além de professores e servidores da educação.

De acordo com a SME, cada aluno receberá R$ 20 para comprar livros. Para professores e servidores da educação cadastrados o valor do desconto será de R$ 200.

Também serão disponibilizados, às 1.561 escolas, creches e núcleos de extensão que compõem a rede municipal de ensino, valores que variam de mil a R$1,6 mil para a aquisição de livros para o acervo de cada unidade.

Para reduzir o número de pessoas presentes simultaneamente no local, esta edição da Bienal do Livro será dividida em dois turnos por dia, com o primeiro das 9h às 15h e o segundo das 16h às 22h.

Os ingressos custam R$ 40. Maiores de 12 anos só terão acesso aos pavilhões de exposição se apresentarem comprovante de vacinação. A venda de ingressos será somente online. Cada pessoa poderá comprar até quatro ingressos por CPF.

Haverá meia-entrada (R$ 20) para estudantes, idosos, portadores de necessidades especiais e acompanhantes. Jovens de 15 a 29 anos pertencentes a famílias de baixa renda, menores de 21 anos, professores e profissionais da rede pública de ensino do Rio de Janeiro também têm direito a meia-entrada.

A XX Bienal do Livro vai até 12 de dezembro. A programação completa está disponível no site.

Mais Recentes da CNN