Bolsonaro diz que sobrevoará SC no sábado para ver estragos do ‘ciclone bomba’

O governo de Santa Catarina anunciou nesta quinta-feira (2) que vai decretar estado de calamidade pública por causa dos danos causados pelo fenômeno

Galpão destruído por passagem de "ciclone bomba" no município de Palmitos, em Santa Catarina
Galpão destruído por passagem de "ciclone bomba" no município de Palmitos, em Santa Catarina Foto: Divulgação / Defesa Civil de Santa Catarina

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Após a passagem do chamado “ciclone bomba” atingir o Sul do país, o presidente Jair Bolsonaro deve sobrevoar as áreas atingidas em Santa Catarina neste sábado (4) pela manhã. O anúncio foi feito por ele em live no Facebook nesta quinta-feira (2).

“Sábado agora vamos para Santa Catarina. Tivemos um problema sério lá. Nunca tinha ouvido falar de ciclone bomba”, disse Bolsonaro.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que também participa da live, afirmou que foram enviadas equipes da Defesa Civil para Santa Catarina.

Leia também:

O que é um ‘ciclone bomba’, que está causando estragos no Sul do país

Ciclone, tufão, furacão, tempestade: a diferença entre esses fenômenos naturais

SC decreta calamidade

O governo de Santa Catarina anunciou nesta quinta-feira (2) que vai decretar estado de calamidade pública após os danos causados pela passagem do ciclone bomba no estado.

De acordo com o comunicado, ao menos 152 cidades do estado foram atingidas pelo fenômeno, que causou rajadas de vento que ultrapassaram 130 km/h. Nove mortes foram confirmadas e duas pessoas continuam desaparecidas. 

Segundo a empresa meteorológica Metsul, o ciclone seguiu em direção ao oceano Atlântico e não representa mais riscos. No entanto, a passagem do fenômeno deve trazer uma frente fria e geadas na região sul do país nos próximos dias.

(Com informações do Estadão Conteúdo)

Mais Recentes da CNN