Bombeiros divulgam imagens de acervo destruído na Cinemateca Brasileira; veja

Espaço para arquivos tem cerca de quatro toneladas de documentos; imagens mostram rolos de filmes danificados pelo fogo e espalhados no chão

Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

O Corpo de Bombeiros de São Paulo divulgou fotos do acervo e da estrutura da Cinemateca Brasileira após o controle das chamas que atingiram o prédio na VIla Leopoldina, na zona oeste da capital, na noite desta quinta-feira (29). 

As imagens compartilhadas mostram rolos de filme caídos no chão e destruídos pelas chamas. O incêndio não deixou vítimas e a prefeitura de São Paulo interditou o prédio nesta sexta-feira (30). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo atingiu cerca de 300 m², área com três salas de arquivos históricos. 

Após o controle das chamas, imagens aéreas mostram como ficou a estrutura da Cinemateca. É possível observar partes do galpão sem o telhado, que desabou durante o incêndio. 

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o princípio de incêndio se deu após a realização de um manutenção no local. 

Em nota enviada à CNN, a Secretaria Especial da Cultura, comandada por Mário Frias, diz lamentar o ocorrido e acompanhar situação. Além disso, o comunicado ressalta que todo o sistema de climatização do espaço passou por uma manutenção há cerca de um mês, como parte de um esforço do governo federal para manter o acervo.

Nove dias antes do incidente, o Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo alertou o governo federal para o risco de incêndio na Cinemateca Brasileira em uma audiência pública realizada no dia 20 de julho.

“Pelo MPF, houve comentários sobre a visita realizada e sobre o fato de terem sido bem recebidos. Destacou, entretanto, o fato de risco de incêndio, principalmente em relação aos filmes de nitrato”, diz o termo da audiência.

Em coletiva de imprensa no Instituto Butantan nesta sexta-feira (30), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), lamentou o ocorrido e afirmou que “se São Paulo puder cuidar [da Cinemateca], certamente cuidará melhor que o governo federal”. 

“Como governador e ex-prefeito da capital lamento muitíssimo a falta de zelo e a perda de filmes. Se o governo tivesse um pouco de apresso à Cultura deveria transferir a responsabilidade da Cinemateca para São Paulo e nós, do governo estadual, estaremos junto com a prefeitura para estes cuidados.”

Mais Recentes da CNN