Carta de Bolsonaro à OCDE, recorde de casos de Covid-19 no Brasil e mais de 27 de janeiro

Confira o '5 Fatos Manhã', com as principais notícias do dia

Fabrizio Neitzkeda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A carta enviada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) para a OCDE e o novo recorde de casos de Covid-19 em 24 horas no Brasil estão entre os destaques do 5 Fatos da manhã de 27 de janeiro de 2022.

Brasil na OCDE

Em carta enviada à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o presidente Jair Bolsonaro (PL) agradeceu pelas negociações para a entrada do Brasil na entidade. No documento, Bolsonaro afirmou que o país está “pronto” para negociar. O presidente também citou compromissos ambientais e o fim da pobreza como meta.

Autoteste para Covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) marcou para amanhã (28) a reunião para decidir sobre a autorização do uso dos autotestes para diagnóstico da Covid-19 no Brasil. Segundo informações confirmadas pela analista da CNN Renata Agostini, o Ministério da Saúde enviou novas informações à agência, detalhando o uso destes exames pela população e a politica de notificação de casos.

Propaganda partidária

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiu o tempo da propaganda partidária gratuita em rádio e televisão para o primeiro semestre de 2022. Ao todo, serão 305 minutos divididos entre 23 partidos, de acordo com a quantidade de deputados federais eleitos por cada sigla e o desempenho das legendas nas eleições de 2018.

Novo recorde de casos

Mais uma vez, o Brasil registrou o maior número de casos de Covid-19 em 24 horas desde o começo da pandemia. De acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), foram 224.579 pacientes confirmados na última quarta-feira, além de 570 mortos. Com a nova atualização, o país chega a pior semana epidemiológica desde o início da pandemia, com mais de 933 mil casos.

Vacinas da Pfizer

O Ministério da Saúde antecipou a entrega de quase 2 milhões de doses da Pfizer contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos. A previsão inicial era de chegada no dia 3 de fevereiro. Agora, as vacinas devem chegar já na próxima segunda-feira. Até o final do próximo mês, o Brasil deve receber cerca de 7 milhões de unidades do imunizante.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN