Casal de SP infectado com Ômicron estava vacinado; ambos estão sem sintomas

Os dois receberam, na África do Sul, a dose única da Janssen, de acordo com a secretaria de Saúde da capital paulista

Leonardo LopesDanúbia BragaCarolina Figueiredoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O casal de São Paulo que testou positivo para a variante Ômicron do coronavírus, nesta terça-feira (30), foi vacinado contra a Covid-19. Ambos receberam, ainda na África do Sul, a vacina de dose única da Janssen. Os dois não apresentam sintomas da doença, e permanecem isolados em casa.

As informações foram confirmadas pelo secretário de saúde da capital paulista Edson Aparecido à repórter da CNN, Danúbia Braga, e reiteradas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de São Paulo à CNN.

A Prefeitura de São Paulo está monitorando as pessoas com quem eles tiveram contato. As autoridades afirmam que os parentes do casal foram testados, e estão todos imunizados contra o coronavírus.

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo informou nesta terça-feira (30), que foram confirmados os dois primeiros casos importados da variante Ômicron do novo coronavírus no Brasil. A confirmação foi feita pela técnica de sequenciamento genético pelo laboratório do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo.

Os dois casos são de um homem, de 41 anos, e de uma mulher, de 37 anos, que vieram da África do Sul. Ambos testaram positivo em exames de diagnóstico molecular (RT PCR).

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS), o casal reside na África do Sul e está em visita ao Brasil. Ambos chegaram ao Brasil no último dia 23, pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos, e testaram positivo para a Covid-19.

O material do teste foi coletado no laboratório do Hospital Albert Einstein instalado no Aeroporto Internacional de Guarulhos. O exame inicial foi feito no dia 25 de novembro, quando os dois apresentavam sintomas leves.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, a qualidade dos testes foi avaliada e atestada pelo Instituto Adolfo Lutz, referência regional em Covid-19.

O casal foi orientado a permanecer em isolamento domiciliar após o diagnóstico positivo para a Covid-19, e permanece sob monitoramento das vigilâncias estadual e municipal de São Paulo, assim como os familiares.

* Com informações de Lucas Rocha e Stéphanie Nascimento

Veja a vacinação contra Covid-19 pelo mundo:

Mais Recentes da CNN