Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Caseiro matou chef espanhol e a esposa na Bahia, diz polícia

    De acordo com as investigações, o crime, ocorrido em Porto Seguro no fim de novembro, foi motivado por vingança

    O chef espanhol David Peregrina Capó e a mulher dele, Érica Santos
    O chef espanhol David Peregrina Capó e a mulher dele, Érica Santos Reprodução/Facebook

    Letícia Cassianoda CNN*

    Em São Paulo

    Um suspeito pelas mortes dos chefs de cozinha David Peregrina Capó e sua esposa, Érica da Silva Santos, foi identificado pela polícia nesta sexta-feira (8). O casal foi encontrado morto na região da Ilha dos Ribeirinhos, em Porto Seguro (BA), no dia 23 de novembro.

    Segundo informações da Polícia Civil da Bahia, o homem apontado como autor dos assassinatos havia trabalhado como caseiro para as vítimas e os crimes teriam sido motivados por vingança. A polícia afirma que o suspeito já estava sendo procurado por tráfico de drogas.

    Durante a operação que investiga a morte do casal, o homem teve a prisão temporária decretada. Nesta sexta, mandados de busca e apreensão foram cumpridos e o filho do investigado se apresentou na delegacia, onde está preso temporariamente e sendo investigado por participação no duplo homicídio.

    David Capó era espanhol e tinha 53 anos. Já Érica, esposa de David, tinha 38 anos e era brasileira. O casal administrava o restaurante turístico “Os Ribeirinhos”, localizado às margens do Rio Buranhém.

    O crime

    Os dois corpos foram identificados no dia 24 de novembro com marcas de tiros.

    Segundo a Polícia Civil, o corpo do espanhol David Capó foi encontrado na cozinha do imóvel onde funcionava o restaurante do casal. Já o corpo da esposa foi localizado no quintal do estabelecimento.

    Na ocasião, um inquérito foi instaurado na 1ª Delegacia Territorial (DT) de Porto Seguro para apurar a autoria e motivação do duplo homicídio.

    A CNN entrou em contato com o Consulado Geral da Espanha no Brasil para verificar se acompanham o caso, mas até a publicação deste texto não obteve retorno.

    * Sob supervisão