Cidade do Rio finaliza calendário de vacinação contra a Covid-19 por idades

Adolescentes de 12 anos foram imunizados neste sábado (25). Cidade agora vive expectativa para eventos-teste a partir de outubro

Adolescente de 14 anos recebe vacina da Pfizer contra Covid-19 no Rio de Janeiro
Adolescente de 14 anos recebe vacina da Pfizer contra Covid-19 no Rio de Janeiro 17/09/2021REUTERS/Ricardo Moraes

Thayana Araújoda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O Rio de Janeiro é mais uma capital do país a concluir o calendário de vacinação contra a Covid-19 por idades. O sábado (25) foi o dia de imunizar os adolescentes de 12 anos e de aplicação da dose de reforço em idosos de 84 anos e pessoas com alto grau de imunossupressão com 40 anos ou mais.

A capital chega a 98,4% de sua população vacinada. O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, agradeceu em suas redes sociais a todos os envolvidos na campanha. “Rio mostrando a importância de um sistema de saúde universal”.

Soranz explicou que esta já era a previsão na capital, a de terminar a vacinação por idades já no final de setembro. A cidade terá eventos importantes como o Réveillon de 2022 e o carnaval. Agora vive também, a expectativa já para a próxima semana, dos eventos-teste aprovados. Dos dez autorizados, dois são festas para até cinco mil pessoas entre os dias 13 e 31 de outubro.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, neste sábado (25), 123.352 doses foram aplicadas. O dia teve o maior número de pessoas vacinadas em apenas um dia desde o início da campanha contra a Covid-19.

De acordo com o balanço da SMS, 53.306 pessoas receberam as primeiras doses, 57.734 as segundas doses e 12.312 as doses de reforço. Na próxima semana, serão vacinados com a dose de reforço os idosos a partir de 80 anos, divididos por faixa etária, além da continuidade da aplicação da primeira e segunda doses.

A taxa de ocupação de leitos para tratamento da covid-19 é de 45%. Atualmente a cidade tem 451 pessoas internadas com a doença. Esse é o menor número desde abril de 2020.

Mais Recentes da CNN