Contratações do novo Mais Médicos, áudios sobre tortura na ditadura e mais de 18 de abril

Cerimônia no Palácio do Planalto marcou o anúncio dos primeiros 529 aprovados no programa Médicos pelo Brasil, que deverão apresentar a documentação necessária

Presidente Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em Brasília
Presidente Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em Brasília 29/06/2021 REUTERS/Adriano Machado

Tiago Tortellada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A oficialização da contratação dos primeiros profissionais do Médicos pelo Brasil, programa que substituirá o Mais Médicos – lançado pela ex-presidente Dima Rousseff -, e a divulgação de áudios do Superior Tribunal Militar revelando torturas na ditadura são destaques desta segunda-feira, 18 de abril.

Novo Mais Médicos

O governo federal oficializou nesta segunda-feira (18) a contratação dos primeiros profissionais de saúde do Médicos pelo Brasil. Este programa foi anunciado em 2019 e vai substituir o Mais Médicos – lançado pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT). A iniciativa visa ampliar o atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) nos municípios mais vulneráveis.

Uma cerimônia no Palácio do Planalto marcou o anúncio dos primeiros 529 aprovados, que deverão apresentar a documentação necessária. Durante o ato, o presidente Jair Bolsonaro (PL) fez críticas ao programa antigo.

Áudios do STM sobre tortura na ditadura

A CNN teve aceso a parte do conteúdo de 10 mil horas de gravações de sessões de julgamentos no Superior Tribunal Militar (STM) que revelam denúncias de torturas físicas e psicológicas sofridas por presos durante a ditadura militar no Brasil (1969-1985).

As audiências na Justiça Militar datam entre 1975 e 1979. Nos arquivos, é possível ouvir ministros narrando relatos de pessoas que sofreram as agressões enquanto estavam presas.

Primeiro preso pelo ataque em Guarapuava-PR

As forças de segurança do Paraná prenderam o primeiro suspeito de participação na tentativa de assalto a uma empresa de valores em Guarapuava, na região central do estado, que ocorreu a partir da noite do último domingo (17).

O homem é um morador da própria cidade. De acordo com as investigações, ele está ligado à parte logística de fornecimento de armas para a quadrilha, que era formada por cerca de 30 pessoas.

Mantega elogia condução do BC no governo Bolsonaro

O ex-ministro da Fazenda nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT), Guido Mantega, elogiou o atual presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto.

De acordo com relatos, Mantega disse que Campos Neto agiu de maneira correta ao diminuir os juros durante a crise econômica, ao contrário de Henrique Meirelles, que aumentou os juros durante a crise de 2008, enquanto presidia o BC na gestão de Lula.

As informações foram publicadas pela jornalista Mônica Bergamo, da “Folha de S.Paulo”, e confirmadas pela CNN.

Pesquisa indica vitória de Macron no segundo turno

Uma pesquisa eleitoral divulgada nesta segunda-feira (18) indica que o atual presidente da França, Emmanuel Macron, venceria a disputa pelo segundo turno das eleições no país com 56% dos votos sobre a candidata de extrema-direita Marine Le Pen.

O segundo turno será realizado em 24 de abril.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN