Decisão sobre autotestes, condenação de Robinho e mais da noite de 19 de janeiro

5 Fatos Noite, apresentado por Carol Nogueira, repercute as principais notícias do Brasil e do mundo

Pedro Zanattada CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O pedido da Anvisa por mais informações para decidir sobre a liberação de autotestes e a condenação do jogador Robinho estão entre os destaques da noite desta quarta-feira, 19 de janeiro de 2022.

Anvisa pede informações

A Anvisa pediu mais informações ao Ministério da Saúde para decidir sobre a liberação de autotestes de Covid-19 no Brasil. A decisão foi tomada em reunião da diretoria colegiada da agência. Diretores deram prazo de 15 dias para que a pasta envie os dados complementares.

Novo recorde de casos

O Brasil registrou um recorde no número de casos confirmados de Covid-19 em um dia. Foram mais de 204 mil confirmações, de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Antes, o recorde havia sido em setembro do ano passado, com pouco mais de 150 mil casos confirmados.

Crianças no Anhembi

A Justiça de São Paulo proibiu a entrada de crianças de até 11 anos no sambódromo do Anhembi durante os ensaios e o desfile de Carnaval deste ano. A determinação vale para arquibancadas, camarotes, cadeiras e pista. O motivo é a falta de imunização contra a Covid-19 para essa faixa etária.

Operação no Jacarezinho

Policiais militares e civis ocuparam a comunidade do Jacarezinho, no Rio de Janeiro. A ação faz parte de um programa de segurança pública que prevê patrulhamento, investigação e intervenções sociais. A comunidade foi o local da operação mais letal da polícia do Rio de Janeiro, que acabou com 28 mortos no ano passado.

Robinho condenado

O jogador Robinho foi condenado em última instância pela justiça italiana por violência sexual. O tribunal rejeitou um recurso apresentado pela defesa do atleta.

Nas redes

Nas redes sociais, a condenação do jogador Robinho também é destaque.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN