Justiça de SP proíbe entrada de crianças no Sambódromo durante Carnaval

Crianças até 11 anos não podem participar dos ensaios, desfiles e nem estarem nas arquibancadas ou camarotes no Anhembi. Justificativa é a falta de imunização

Giovanna GalvaniJulyanne Jucáda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A Vara da Infância e da Juventude de Santana, em São Paulo, publicou uma portaria proibindo a permanência de crianças até 11 anos no Sambódromo do Anhembi durante os ensaios e desfiles do Carnaval 2022.

A determinação vale para todos os espaços do Sambódromo – “arquibancadas, camarotes, cadeiras, pista, mesmo acompanhados dos pais e responsáveis” – devido à falta do passaporte vacinal para essa faixa etária, que começou a receber as primeiras vacinas contra a Covid-19 na última semana.

Adolescentes entre 12 e 17 anos poderão participar e acompanhar ensaios e desfiles, mas deverão estar acompanhados dos pais ou responsáveis e apresentar a comprovação da imunização completa contra o coronavírus, assim como todos os adultos.

As novas regras se complementam ao regulamento organizado pela Prefeitura de São Paulo para viabilizar os desfiles das escolas de samba, já que o cenário epidemiológico causado pela variante Ômicron fez com que, pelo menos nas ruas, o carnaval fosse cancelado novamente este ano.

Além do comprovante de vacinação para todas as faixas etárias, também será obrigatório o uso de máscaras tanto para integrantes das escolas, como para o público.

Mais detalhes sobre o protocolo do Carnaval serão divulgados na quinta-feira (20) em uma entrevista coletiva.

A expectativa é que sejam anunciadas outras medidas adicionais de segurança, como a limitação do público pagante para 70% do total e a diminuição do número de participantes das escolas na avenida durante os desfiles.

Mais Recentes da CNN