Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Defesa Civil de Maceió aponta “risco iminente” de colapso em mina da Braskem

    Em nota, a empresa diz que paralisou suas atividades na área de resguardo e que a área foi isolada preventivamente e em cumprimento às ações definidas nos protocolos da companhia e da Defesa Civil

    Mapa de Linhas de Ações Prioritárias, definido pela Defesa Civil de Maceió
    Mapa de Linhas de Ações Prioritárias, definido pela Defesa Civil de Maceió Reprodução/Braskem

    da Reuters

    Em nota emitida nesta quarta-feira (29), a Defesa Civil de Maceió disse haver “um risco iminente de colapso” de uma antiga mina de sal-gema da petroquímica Braskem, em uma área já desocupada. O órgão afirmou, em nota, que o quadro no local se agravou após sismos se intensificarem.

    “Estudos mostram que há risco iminente de colapso em uma das minas monitoradas”, disse a Defesa Civil, recomendando que embarcações e a população evitem transitar na região. O local, no bairro do Mutange, é próximo de uma lagoa.

    A Braskem afirmou, em nota, que “em decorrência do registro de microssismos e movimentações de solo atípicas pelo sistema de monitoramento, paralisou suas atividades na área de resguardo”. A área de resguardo é uma zona de segurança em torno de poços com problemas de estabilidade na região. A empresa disse, ainda, que a área “foi isolada preventivamente e em cumprimento às ações definidas nos protocolos da companhia e da Defesa Civil.”

    A exploração de sal-gema pela Braskem em Maceió, encerrada em 2019, levou a um afundamento de solo que obrigou a interdição de uma série de bairros da capital alagoana, gerando acordos bilionários de indenização e compensação.

    O prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (PL), criou um gabinete de crise nesta quarta-feira com diversas secretarias municipais para acompanhar a situação na mina 18 da Braskem, informou a prefeitura em comunicado.

    Esse gabinete já enviou ofício informando a situação a órgãos de controle e segurança, incluindo os Ministérios Públicos Estadual e Federal, a Defensoria Pública de Alagoas, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros do Estado, conforme o comunicado.

    Leia a nota da Braskem na íntegra:

    A Braskem informa que, em decorrência do registro de microssismos e movimentações de solo atípicas pelo sistema de monitoramento, paralisou suas atividades na Área de Resguardo. Tais registros estão concentrados em um local específico, dentro das áreas de serviço da companhia, nas proximidades da Av. Major Cícero de Goes Monteiro. A área, que já estava com algumas atividades paralisadas para evitar interferência na coleta de dados, foi isolada preventivamente e em cumprimento às ações definidas nos protocolos da companhia e da Defesa Civil. Essa é uma medida preventiva enquanto se aprofunda a compreensão da ocorrência. A Braskem segue acompanhando de forma ininterrupta os dados de monitoramento, que são compartilhados em tempo real com a Defesa Civil Municipal.

    Leia a nota da Defesa Civil na íntegra:

    A Defesa Civil de Maceió informa que os últimos sismos ocorridos se intensificaram e houve um agravamento do quadro na região já desocupada, próximo ao antigo campo do CSA. Estudos mostram que há risco iminente de colapso em uma das minas monitoradas. Por precaução e cuidado com as pessoas, reforçamos, mais uma vez, a recomendação de que embarcações e a população evitem transitar na região até nova atualização do órgão.

    Tópicos

    Tópicos