Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Policial civil aposentado atira contra enfermeira em hospital de São Paulo

    Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), paciente portava uma pistola 380 e um revólver calibre 38

    Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE) visto do Ibirapuera
    Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE) visto do Ibirapuera Reprodução: Alesp

    Felipe Souzada CNN

    Um homem de 70 anos atirou em uma enfermeira no Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo, na zona sul da capital paulista, na madrugada de sábado (24).

    A Secretaria de Segurança Pública (SSP) confirmou à CNN que o indivíduo é um policial civil aposentado que estava internado.

    A Polícia Militar foi até o local após acionamento de uma ocorrência de disparo de arma de fogo na Rua Pedro de Toledo, em Moema, zona sul da cidade. Com o policial, foram apreendidos uma pistola 380 e um revólver calibre 38.

    Segundo a SSP, a enfermeira foi atingida no pé pelo paciente, que teve um surto psicótico após passar por uma cirurgia.

    A CNN procurou o Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe), órgão ligado à Secretaria de Governo e Gestão Digital (SGGD), que disse, em nota, que a enfermeira baleada foi atendida e liberada. O autor do disparo permanece internado. O atendimento no hospital foi realizado normalmente no sábado (24).

    O caso é investigado pelo 27º Distrito Policial (DP) do Campo Belo.

    Veja nota completa do Iamspe:

    O Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo (Iamspe)​, órgão ligado à Secretaria de Governo e Gestão Digital (SGGD), informa que não houve troca de tiros no Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE). Na madrugada do último sábado (24), um paciente estava internado após cirurgia e, em aparente surto psicótico, sacou uma arma de uma mochila. Ele foi rapidamente contido por dois enfermeiros, mas houve um disparo que feriu uma enfermeira em um dos pés. Ela foi atendida imediatamente, teve alta e foi liberada.

    A polícia foi acionada para investigar o caso, e o autor do disparo permanece internado. O atendimento no hospital foi realizado normalmente no sábado.