Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Enchente deixa cidade baiana sem água potável e com 800 famílias desabrigadas

    De acordo com prefeito de Itajuípe, no sul da Bahia, município precisa de ajuda urgente dos governos estadual e federal

    Vinícius Tadeuda CNN

    Ouvir notícia

    Diante das fortes chuvas que atingem a Bahia, o município de Itajuípe, no sul do estado, conta com mais de 800 famílias desabrigadas e uma crise no abastecimento de água potável. Em entrevista à CNN, o prefeito Marcone Amaral (PSD) também afirmou que a cidade de 21 mil habitantes precisa de suporte imediato.

    “Neste momento estamos vivendo um caos relacionado ao abastecimento de água. Temos mais de 24 horas sem o abastecimento de água potável por conta das chuvas e por isso a população está realmente em estado de calamidade pública”, disse o prefeito.

    De acordo com Amaral, a prefeitura já está em contato com o governo estadual e o governo federal para providenciar assistência o mais rápido possível, no entanto, é necessário que haja uma “agilidade maior” para socorrer a população.

    “Estamos pedindo ajuda ao governo do estado, ajuda ao governo federal, porque Itajuípe é uma cidade pequena, uma cidade pobre e 70% da cidade foi atingida pelas chuvas trazendo a maior crise da história.”

    Segundo o prefeito, 14 abrigos foram abertos e estruturados com colchonetes, materiais de higiene e o fornecimento de café da manhã, almoço e jantar. A prefeitura estima que mais de 1.500 pessoas de cerca de 800 famílias estejam sendo atendidas nos pontos de acolhimento.

    A maior parte da cidade se encontra sem comunicação e sem energia elétrica, e, conforme comentou Amaral, a prefeitura não tem condições de dar ampla assistência a todos os habitantes afetados pelas enchentes.

    “Se não houver um suporte de suprimentos imediatamente, a gente não tem a noção do caos que pode acontecer aqui no município”, alertou o prefeito.

    A região de Itajuípe, que é conhecida pela produção de cacau, teve a zona rural fortemente afetada pelos temporais. Amaral afirma que o prejuízo dos produtores rurais é “incalculável”.

    De acordo com o prefeito, o acesso à cidade pela via terrestre ainda é possível. No entanto, a ponte que liga Itajuípe a outros três municípios — Coaraci, Almadina e Itapitanga — está intransitável.

    Em todo o estado, o grande volume de chuvas que atinge a Bahia já provocou a morte de 20 pessoas e deixou mais de 31,4 mil desabrigados, 31,3 mil desalojados, além de 358 feridos. O governo estadual estima que os afetados de alguma forma pelas enchentes já chegam a 471 mil.

    Já são 100 municípios baianos em estado de emergência e, segundo o governador Rui Costa (PT) afirmou à CNN, “esse é o maior desastre natural da história da Bahia”.

    Veja os danos causados pelas chuvas na Bahia

    Mais Recentes da CNN