Estados preparam plano conjunto de volta às aulas das escolas públicas

Secretários da área de educação negociam uma proposta para o retorno seguro dos alunos

Da CNN

Ouvir notícia
 

Os alunos das escolas públicas estão há mais de 120 dias sem aulas. Pelo menos nove estados e o Distrito Federal já anunciaram o retorno, que foi marcado para o início de setembro. As secretarias de educação de todo o país estão tentando negociar uma proposta para a volta conjunta em todas as escolas. 

Em entrevista à CNN, a secretária de Educação do Mato Grosso do Sul e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Cecilia Motta, afirmou que são decisões delicadas e que serão discutidas entre os secretários estaduais.

“Por enquanto, cada estado está determinando a sua volta às aulas. Mas eu acredito que esta decisão não é uma decisão nacional e, sim, de estado e município. Porque, por exemplo, todo mundo está vendo os mapas das regiões. Tomar uma decisão pela vida alheia é muito difícil, por isso, esta questão tem que ser discutida com a sociedade porque nós escutamos os dois lados. São decisões delicadas e que devem ser tomadas em conjunto”, analisa.

Leia também:

Volta às aulas: retorno das escolas é alvo de discussão no Brasil e no mundo

Covid-19 pode afetar coração de pacientes recuperados; cardiologista explica

De acordo com a secretária, a pandemia serviu para ‘escancarar’ as diversidades sociais e econômicas entre as escolas públicas e privadas.

“Todas as escolas, sejam públicas ou privadas, vão perder uma parte do ano, mas há outras aprendizagens acontecendo. Esta grande diversidade econômica e social só foi escancarada pela pandemia. Quem não tinha conectividade, mesmo em tempos sem pandemia, estava em defasagem quando comparado aos alunos que possuem todos os equipamentos à sua disposição”, finalizou.

(Edição: André Rigue)

Mais Recentes da CNN