‘Felicidade total’, diz governador do Rio após tomar 2ª dose contra a Covid-19

Governador Cláudio Castro reforçou a importância da imunização, mas disse que não vai exigir comprovante de vacina no estado

Cláudio Castro, governador do Rio, toma a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em posto de saúde em Copacabana (28.set.2021)
Cláudio Castro, governador do Rio, toma a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em posto de saúde em Copacabana (28.set.2021) Marcela Monteiro/CNN

Marcela Monteiroda CNN

No Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, foi a um posto em Copacabana, zona sul da cidade, receber a segunda dose da vacina contra o novo coronavírus nessa terça-feira (28). Ele reforçou a importância do processo de imunização no combate à pandemia, mas disse que o estado não vai exigir comprovante dos seus moradores.

“Acredito em campanhas educativas. Lugares do mundo todo fazem isso. É muito complicado exigir, impedir alguém de trabalhar. Importante é conscientizar a população. É o que fazemos”, afirmou.

O governador garantiu a vacinação no período da manhã e esperou a vez na fila. “Felicidade total tomando a segunda dose no dia certo. E quando o governador do Rio de Janeiro toma as duas doses nas datas corretas, chega cedo, entra na fila, já é um incentivo para a população. Isso contribui para reforçar a importância de se vacinar.”

Castro também fez um apelo para quem perdeu o dia do calendário lembrando que a repescagem é a alternativa para a proteção agora.

“Muito importante as duas doses para vencermos esse vírus. A taxa de ocupação de enfermaria está em 45% e de CTI 30%. O Rio está, majoritariamente, na bandeira amarela, que é risco baixo. E é a Vacinação que está contribuindo para essa melhora”, finalizou.

O estado do Rio de Janeiro  já distribuiu quase 25 milhões de doses contra a covid-19 para os municípios.

Cerca de 12 milhões de fluminenses já receberam a primeira dose e aproximadamente 7 milhões completaram o esquema vacinal.

Mais Recentes da CNN