Governo de SP reconhece situação de emergência no município de Pirassununga

Prefeito da cidade adotou medida em razão dos estragos causados pelas chuvas que atingiram a região no começo do mês

Prefeito de Pirassununga (SP) decretou situação de emergência em razão dos estragos causados pelas chuvas que atingiram o município
Prefeito de Pirassununga (SP) decretou situação de emergência em razão dos estragos causados pelas chuvas que atingiram o município Divulgação/Prefeitura de Pirassununga

Murillo FerrariJulyanne Jucáda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O governo de São Paulo publicou nesta quinta-feira (21), no Diário Oficial do estado, a homologação do decreto do prefeito de Pirassununga (a 210 km da capital) que declarou situação de emergência em áreas do município por 180 dias.

A medida foi tomada em razão dos estragos causados pelas fortes chuvas que atingiram a cidade no dia 9 de outubro. Na ocasião, foram registrados vários pontos de alagamentos, mais de 500 árvores caíram, atingindo carros e casas, e pelo menos 60 postes também foram derrubados pela força do vento e pelas quedas de árvores.

Apesar dos danos causados no município, não houve registro de vítimas.

De acordo com o decreto assinado pelo governador João Doria (PSDB), os órgãos e entidades da administração estadual, dentro de suas respectivas atribuições, ficam “autorizados a prestar apoio à população das áreas afetadas daquele município, mediante prévia articulação com a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil”.

Na terça-feira (19), o prefeito de Pirassununga, Dr. Dimas Urban (PSD), foi a Brasília em busca de recursos para a reconstrução da cidade.

Na chegada à capital federal, se reuniu com o Secretário Nacional de Defesa Civil, Coronel Lucas, acompanhado pelo deputado federal Ricardo Silva (PSB-SP).

Na agenda de Urban também estavam previstos encontros com outros parlamentares e autoridades em busca de recursos para a cidade.

Mais Recentes da CNN