Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo do Rio publica decreto autorizando flexibilização do uso de máscara

    Gestores municipais serão responsáveis por liberar ou não a utilização do equipamento de proteção individual

    Governo do Rio de Janeiro publica decreto autorizando prefeituras a flexibilizar o uso de máscara
    Governo do Rio de Janeiro publica decreto autorizando prefeituras a flexibilizar o uso de máscara Estadão Conteúdo

    Isabelle Resendeda CNN

    no Rio de Janeiro

    Ouvir notícia

    O governo do Rio de Janeiro publicou nesta quinta-feira o decreto que atribui às prefeituras o poder de flexibilizar o uso de máscaras contra a Covid-19, inclusive em locais fechados, onde elas atualmente ainda são exigidas. Assinada pelo governador Cláudio Castro, a decisão tem efeito a partir da data de sua publicação.

    De acordo com o governo do Rio, em função da alta cobertura vacinal e de haver municípios com baixo risco para a doença e outros ainda saindo da quarta onda da Covid-19 provocada pela variante Ômicron, caberá aos gestores municipais a decisão de liberar ou não o uso do equipamento de proteção individual.

    Caso as prefeituras determinem o fim da obrigatoriedade do uso de máscara nos próximos dias, o Rio de Janeiro terá sido o primeiro estado onde o protocolo foi oficialmente derrubado.

    Na próxima segunda-feira (7), o comitê científico da capital discute a liberação das máscaras em locais fechados.

    O secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe, recomenda que pessoas com sinais e sintomas respiratórios mantenham o uso da máscara se forem entrar em contato com outras pessoas.

    Nos locais em que a Secretaria determinar a permanência do uso obrigatório de máscara, continuará em vigor as penalidades dispostas no art. 5º da Lei Estadual N.º 8.859/2020. Na hipótese de conflito, nos municípios em que já se encontrem em vigor medidas de proteção a vida relativas à Covid-19, valerá a norma mais restritiva.

    Segundo a secretaria, as medidas poderão ser revistas caso haja mudança no cenário epidemiológico da Covid-19 no estado.

    Mais Recentes da CNN