Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    MG: homem é preso por descumprir medida protetiva contra namorada menor de idade

    Homem de 38 anos e adolescente de 16 estavam em um relacionamento há 3 anos; menor estava desaparecida em Ribeirão das Neves, Minas Gerais, desde a última quinta-feira (6)

    Guilherme Augusto Reis foi preso por descumprir a medida protetiva contra a namorada de 16 anos
    Guilherme Augusto Reis foi preso por descumprir a medida protetiva contra a namorada de 16 anos Reprodução/Redes Sociais/Itatiaia

    Maria Clara AlcântaraVictor Locatelida CNN*

    Um homem de 38 anos, identificado como Guilherme Augusto Reis, foi preso por descumprir a medida protetiva contra a namorada de 16 anos na cidade de Ribeirão das Neves, em Minas Gerais. O caso ocorreu no sábado (8). 

    Para a Justiça, Andreia Alves, mãe da menina, informou que decidiu abrir a medida após a jovem mudar o comportamento e perceber que era influência do namorado. O casal estava junto há três anos, mas os comportamentos da jovem começaram a mudar em janeiro. 

    “Ela está faltando muito de aula, parou de fazer tudo, parou de malhar, a gente mandava mensagem ela não respondia, passava 20 dias na casa do namorado e um dia lá em casa, não fazia mais nada com a gente”, relatou Andreia à Justiça.

    A mãe da adolescente complementa que, no início, apoiou o relacionamento do casal porque queria ter sua filha “por perto”. 

    A menor saiu de casa e entrou em um carro, não voltando para sua residência, na última quinta-feira (6). O sumiço da adolescente deixou Andreia preocupada, o que fez com que ela registrasse o desaparecimento da filha naquele mesmo dia. 

    Após operações em busca do casal, a polícia foi até o prédio de Guilherme. No local, através das câmeras de segurança, foi visto que o homem saiu de sua residência, conduzindo uma motocicleta, na noite em que o desaparecimento da adolescente foi registrado. 

    A equipe ficou em alerta com essas imagens, porque o homem poderia estar fugindo e escapando de radares das ruas da cidade para não ser localizado. 

    Assim, a polícia detectou a placa da motocicleta, e verificou que a vaga que o homem utilizava em seu condomínio estava com outro veículo estacionado, o qual não era registrado em seu nome. 

    No mesmo dia, a equipe verificou, por meio das câmeras de segurança do prédio, que o homem chegou no edifício em que vive dirigindo a motocicleta, que estava sem placa.

    Assim a polícia se deslocou até o condomínio, e no local abordou o homem. Durante conversa, em primeiro momento, o homem negou estar com a menor, mas após um período confessou que estava com a adolescente dada como desaparecida em um barracão em um bairro do município. 

    Aos policiais, o homem, que possui CAC, também informou que dentro de seu apartamento havia algumas munições. Os agentes foram até o local, e lá apreenderam mais de 30 munições, além de dois carregadores e o aparelho telefone de Guilherme. 

    Após isso, o homem se disponibilizou a conduzir a equipe até o local onde a menor estava escondida. A menina foi localizada na região do bairro Justinópolis neste sábado (8). 

    Interrogada no local, a adolescente informou aos agentes que estava na companhia de Guilherme, e que ele havia a deixado sozinha para entrar em contato com Andreia. 

    A menor foi convidada para ir com a polícia, e a mãe da adolescente foi informada sobre sua localização. Com relação a Guilherme, ele recebeu voz de prisão pelos crimes cometidos, incluindo pela quebra da medida protetiva.

    A menina começou a se relacionar com Guilherme aos treze anos de idade, sem os pais saberem. Somente após cinco meses que os pais da jovem tomaram conhecimento do namoro, apoiando o relacionamento. 

    A CNN tenta localizar a defesa de Guilherme para um posicionamento.