Hospital das Clínicas de SP participa de evento da Assembleia Geral da ONU

Médicos discutem o uso da tecnologia no combate à pandemia de coronavírus

Roberta Russo,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O Hospital das Clínicas (HC) da FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo) participou nesta quinta-feira (17) de um evento da 75ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em um painel para discutir o papel da tecnologia e da comunidade para promover o progresso e atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

A Assembleia Geral da ONU teve início na última terça-feira (15). Em razão da pandemia, será a primeira a ser realizada de modo virtual. A primeira semana é marcada por encontros dos diversos grupos de trabalho ligados à organização. Os debates e discursos dos chefes de estado ocorrem na próxima semana.

Leia também:
Aplicativo do HC de SP vai monitorar testes e sintomas de Covid-19
Máscara é indispensável, diz infectologista do HC sobre reinfecção

Hospital das Clínicas de São Paulo
Fachada do Hospital das Clínicas de São Paulo (26.dez.2007)
Foto: Alex Silva/Estadão Conteúdo

A participação do HC é fruto de sua parceria com o laboratório de tecnologia Sthorm. Giovanni Guido Cerri, presidente do Conselho de Inovação do HC, e Esper Kallás, professor titular de Moléstias Infecciosas e Parasitárias do HCFMUSP, fizeram a apresentação pelo hospital. Pela Sthorm, falou o empresário Pablo Lobo.

A apresentação do Hospital das Clínicas focou no uso de tecnologias para ajudar no enfrentamento da pandemia do coronavírus, além de tratar sobre vacinas contra a Covid-19. O HC foi o principal centro de atendimento de casos graves de coronavírus no Brasil e está realizando, junto a outros centros, os testes clínicos para a vacina Coronavac, da farmacêutica Sinovac, em uma parceria com o Instituto Butantan. 

Em entrevista à CNN, Giovanni Guido Cerri, presidente do Inova HC, deu detalhes sobre o  evento e avaliou a participação do hospital no combate à Covid-19

“Esta nossa participação foi muito importante para mostrar como todo o setor de inovação se mobilizaram para ajudar no combate à Covid-19. Neste momento que o HC expandiu muito a assistência aos pacientes graves de Covid-19, a inovação tinha que estar junto”, disse.

Cerri também listou algumas das iniciativas lançadas pelo Inova HC e que foram suporte para o processo de enfrentamento ao vírus.O hospital foi um dos líderes no desenvolvimento de pesquisas e tecnologias, como uso de Inteligência Artificial para diagnóstico e para rastreamento de casos.

“Tomamos diversas iniciativas importantes. Uma delas foi a criação de um crowdfunding inovativo para poder trazer mais recursos e ajudar no combate da pandemia. Introduzimos robôs nas UTIs para pode ajudar na limpeza e evitar a contaminação de profissionais da saúde, criamos uma plataforma de inteligência artificial para exames de tomografia computadorizada para poder ajudar todos os médicos do Brasil a terem acesso a diagnóstico rápido de pacientes com Covid-19.”, conta.

Na visão dele, oportunidades como esta são importantes para reforçar a permanência de um legado deixado para além da pandemia e para todos os cidadãos.

“Fica um legado para o pós-coronavírus e isso vai permanecer para auxiliar pacientes para os pacientes do Hospital das Clínicas e do Brasil inteiro. O intuito é melhorar o acesso e reduzir as desigualdades na saúde. Este projeto de crowdfunding é muito importante  porque vai continuar ajudando o HC a desenvolver pesquisas que possam melhorar a saúde dos nossos cidadãos”, finalizou.

 

(Edição: André Rigue)

Mais Recentes da CNN