Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Justiça aceita denúncia e decide fechar Museu da Diversidade Sexual em SP

    A mostra "Duo Drag", que estava prevista para esse sábado (30), foi adiada

    Museu da Diversidade Sexual em São Paulo
    Museu da Diversidade Sexual em São Paulo Reprodução Museu da Diversidade Sexual / Facebook

    Carolina FigueiredoIngrid Oliveirada CNN em São Paulo

    O Museu da Diversidade Sexual, localizado na região central da cidade de São Paulo, foi fechado neste sábado (30) por tempo indeterminado por determinação de uma decisão judicial que acatou a denúncia de irregularidades envolvendo a organização social que gerencia o local. A informação foi confirmada pela instituição e pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

    A denúncia foi feita pelo deputado estadual Gil Diniz (PL), conhecido como “Carteiro Reaça”, que questionou a destinação de verbas ao museu.

    Em nota, a secretaria informou que vai recorrer da decisão liminar, pois considera essencial o desenvolvimento de políticas de visibilidade da cultura LGBTQIA+.

    “A secretaria ressalta que a seleção da organização social responsável pela gestão do Museu da Diversidade Sexual seguiu a legislação vigente e todas as normas de convocação pública. Ela aconteceu entre outubro e dezembro de 2021 e a organização social escolhida apresentou toda a documentação necessária”, informou.

    O Museu da Diversidade Sexual, criado em 2012, é a primeira instituição do tipo na América Latina.

    Manifestação

    No Instagram, o perfil da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo disse que o “museu não pode fechar e precisa voltar às mãos da comunidade LGBT+”.