Justiça de São Paulo determina o retorno de Roger Abdelmassih à prisão

O ex-médico estava em prisão domiciliar desde maio deste ano

Por Elizabeth Matravolgyi, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

A Justiça de São Paulo determinou, na noite desta quinta-feira (29), o retorno de Roger Abdelmassih ao regime fechado. A decisão se deu após um pedido da Promotoria de Justiça de Taubaté.

O ex-médico estava em prisão domiciliar desde maio, após a Justiça ter considerado que seu estado de saúde exigia cuidados extras que não poderiam ser atendidos no Hospital Penitenciário, onde ele cumpria pena. 

Segundo o Ministério Público de São Paulo, a Promotoria entendeu que o estado de saúde de Abdelmassih “não deveria autorizar a concessão do benefício”, uma vez que os peritos do Centro de Apoio à Execução atestaram que o ex-médico estava em plenas condições físicas de cumprir a pena na unidade prisional. 

A decisão foi proferida pela 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, que acatou o pedido do promotor Luiz Marcelo Negrini de Oliveira Mattos. 

Roger Abdelmassih foi condenado a 278 anos de prisão pelos crimes de estupro e atentado ao pudor, após ferir mais de 70 mulheres.

Ex-médico Roger Abdelmassih quando foi preso no Paraguai, em 2014
Ex-médico Roger Abdelmassih quando foi preso no Paraguai, em 2014
Foto: Senad/Divulgação (20.ago.2014)

Mais Recentes da CNN